O que usar para colorir os sabonetes cold process?

Três características devem ser consideradas na escolha de materiais para dar cor aos sabonetes feitos por cold process. Os materiais colorantes devem, em primeiro lugar, serem inertes à pele, isto é, não devem provocar nenhuma reação adversa em contato com a pele. Devem ser resistentes ao meio alcalino da reação de saponificação do cold process e devem ser resistentes à luz, não devem desbotar e perder a cor quando o sabonete é exposto à luz.

Para atender o primeiro requisito, a melhor opção é usar os materiais aprovados pelo FDA (Food and Drug Adminstration) americano para uso em cosméticos. Associando este primeiro requisito com os demais, restam poucas alternativas e normalmente recaem na classe dos pigmentos, a maioria inorgânicos e sintéticos.

  • Óxido de ferro – preto, vermelho, amarelo, ocre
  • Ultramarino – azul escuro, azul claro e violeta
  • Óxido de cromo – verde claro e verde escuro
  • Dióxido de titânio – branco
  • Óxido de zinco – branco, vermelho claro (calamina)
  • Ferrocianeto férrico – azul escuro
  • Mica – efeito perlescente de várias tonalidades

Esta classe de pigmentos são os aprovados pelo FDA, são resistentes ao cold process e não perdem a cor com o tempo.

Estes pigmentos são dificeis de serem encontrados nas quantidades pequenas que são usados na saboaria artesanal. Uma alternativa que eu uso é comprar estes pigmentos em lojas que vendem materiais para uso artísticos – os pintores usam para preparar as suas tintas. São vendidos em pequenas embalagens, inferior a 100g, custam caro mas rendem muito e a compra também pode ser feita cotizando com outros artesões. Uso das marcas Sennelier (francesa) e Mahler (fracionado no Brasil).

Além desses pigmentos podem ser usados as argilas naturais que não possuem o poder de tingimento dos pigmentos mas são fáceis de serem encontrados nas cores branca, verde, amarelo e rosa, estes dois últimos, tingidos, na sua preparação, com óxido de ferro. Para a cor preta uma opção é o uso do carvão de bambú que além do forte poder de tingimento tem suas propriedades condicionadoras da pele.

Uma outra opção é você fazer o seu proprio colorante, através da maceração de certas plantas com óleos que são normalmente usados no cold process. Um exemplo é a maceração de chá verde ou ervas de chimarrão para obter uma cor verde claro. Alguns componentes da própria formulação pode dar uma cor discreta ao seu sabonete, como o mel que dará uma cor creme ou o uso do leite de cabra que dependendo da temperatura do processo cold poderá dar uma cor creme ou marrom escuro ou ocre.

Importante enfatizar que a maioria dos corantes que se usam em alimentação e para colorir velas, são anilinas (azo componentes) que não resistem ao meio alcalino e também não tem resistência a luz e portanto não devem ser usados para dar cor aos sabonetes. Neste caso é sempre bom testar antes.

Uma última observação diz respeito a questão de pigmentos naturais versus sintéticos. Se você faz saboaria natural e não abre mão de só usar materias de origem natural, é entendível que você não vai querer usar um pigmento sintético (feito pelo homem). Acontece que o FDA só aprova pigmentos sintéticos porque os naturais podem estar contaminados com metais pesados (tóxicos) que não podem ser separados na sua extração e alguns realmente fazem mal à saúde, como o chumbo e o cadmio. A escolha é sua!

Na página de download coloquei arquivos com a relação dos materiais aprovados pelo FDA para uso em cosméticos e também o catálogo da Sennelier dos pigmentos artísticos. Em ambos estão assinalados os pigmentos que podem ser usados no cold process.

36 ideias sobre “O que usar para colorir os sabonetes cold process?

  1. Muchas gracias por la información! No sabía que podíamos usar pigmentos para arte; voy a investigar dónde conseguirlos, ya que en Argentina los únicos colorantes a los que podemos acceder, son líquidos y para glicerina.
    Pregunta: se pueden usar reactivos químicos, como el azul de metileno y la fenoftaleína, cómo colorantes?

    • Hola Mari,
      Sin, los pigmentos para arte es una boa opcion para colorir los jabons. Creo que usted no tienes dificuldad para comprar en Argentina.
      La fenolftaleina com o tiempo se vá, desbota (fading). El azul de metileno es un corante basico mas estable a la luz, quien sabe tiene resistencia ao tiempo. Precisa testar.

      • Olá Lina,
        Se eu entendi, vc quer colocar glicerina num sabão já pronto, feito por cold?
        Não é possível fazer isso, não dá para incorporar nada depois que o sabão está pronto.
        Adicionar glicerina mesmo qdo vc estiver fazendo o sabão não é imdicado, pois o sabão feito artesanalmente já conté a glicerina como produto da reação de saponificação. Um excesso de glicerina vai deixar o sabão muito higroscópico, ele vai absorver muita umidade e vai “suar”em ambiente com umidade e o sabão vai ficar grudento e melado.

    • Miguel,
      Para glicerina é melhor usar os corantes apropriados para isso, a gama de cor é muito maior e mais rica.
      Os pigmentos não são solúveis e é preciso desaglomerar, dispersar, antes de colocar nos óleos ou base glicerinada.
      Para isso é preciso usar um almofariz e “moer”os pigmentos antes com um pouco dos óleo/base anted de adicionar.
      Nos USA tem pigmentos que foram tratados e podem ser colocados diretamente. í

  2. akira por favor me esclareca se puder…os corantes que vc menciona já sao metais pesados como dioxido de titanio e etc e que metais pesados poderia haver em um pó de urucum por ex….

    • Maria Luci,
      Todos os pigmentos que recomendo são pigmentos seguros para o uso em saboaria, são aprovados pelo FDA (Food and Drug Administration). Em colorantes de origem vegetal não há contaminação com metais pesados.

  3. Boa tarde Akira,
    Existe o risco de have componentes tóxicos nas argilas ditas “naturais’ ?
    Desejo colorir naturalmente meus sabonetes, mas tenho dúvida quanto a melhor alternativa.
    Obrigada.
    Marina

    • Marina,
      Todas as argilas são naturais. Vc precisa comprar de uma fonte confiável, de fornecedor que está no mercado e que vende para uso em cosméticos.
      Como o sabão é um produto de arraste, o contato com a pele é frugal, o risco é menor se presente um contaminante, coisa que é grave num produto cosmético

  4. ola, gostaria de saber se as argilas tingidas encontradas no mercado em azul, rosa, vermelho, amarelo etc podem ser usadas sem problemas. Obrigada

  5. Sobre os pigmentos sintéticos. Se formos pensar nisso e usar somente o que for aprovado pelo FDA, estamos lascadx. A maioria dos sabonetes industrializados são aprovados pelo FDA e contém substâncias que fazem muito mal a saúde, como BHT por exemplo que é um conservante e tem ação direta na tireóide. Logo, prefiro usar tudo o mais natural possível.

    • Maria,
      É o famoso “ruim com ele, pior sem ele”. O FDA é uma referência, melhor usar o que é permitido por eles, do que usar indiscriminadamente qualquer coisa que lhe caia na mão. O BHT não é conservante, é o aditivo antioxidante alimentar mais usado no mundo todo, é aprovado nos USA e Europa. Proibido no Japão, Suécia e Australia. Bem, eu não uso nada disso, mas convenhamos, a gente não come sabonete … por enquanto…!

    • Sabrina,
      Depende do colorante, da natureza química, tem que testar para ver se resiste à saponificação.
      Se tiver a composição química do coloraste, dá para analisar se vai resistir à soda

  6. Olá Roberto!
    Uma questão, não usando dióxido de titânio, como posso branquear os meus sabões?
    E se o usar, como posso fazer a diluição?
    Obrigado.

  7. Oi Akira, o pigmento azul ultramarine vendido por exemplo no Império do Banho é então sintético?! Os outros ao lado que estão escritos “óxido de…”, aí são naturais?
    Obrigada!

    • Tadzia,
      Todos os pigmentos usados no sabão tais como ultramarinos, óxido de ferro, etc são sintéticos, isto é, exatamente iguais ao encontrados na natureza, mas feitos por síntese química nas fábrica. O pigmentos naturais, retirado das jazidas são proibidos o seu uso em cosméticos, incluindo o sabão, por ter potencial contaminação com metais pesados como chumbo, cádmio, etc.

      • Obrigada. Então somente mesmo a argila seria um pigmento totalmente natural, digamos assim, né? Eu vou tentar com urucum que tenho aqui em excesso.

  8. Ola boa noite!Gostaria de saber se os corantes naturais para colorir sabonetes artesanais ,sao os que podem ser comprados em lojas de produtos naturais comestiveis,como a curcuma em po.~
    Muito obrigada!=)

    • Luah,
      Nem todos os corantes naturais tem resistência à soda.
      Alguns como cúrcuma, páprica e orucum podem ser usados. Precisa pesquisar.

  9. Me tire uma duvida por favor.
    Não encontrei os pigmentos óxidos para sabão caseiro aqui na minha região.
    Andei pesquisando e vi indicarem um pigmento usado para colorir concreto (o famoso PÓ XADREZ) e pelo que vi ele é pigmento óxido.
    Posso usá-lo para colorir meus sabões?
    Agradeço a resposta!

    • Ari,
      Sabão para o corpo é um produto cosmético e não se deve usar produtos que não são indicados pra uso em cosmético, como esse pó de tingimento de cimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>