Contato

Você pode me contatar através:

E-mail: akira@japudo.com.br
Tel.: 11 973527820

598 ideias sobre “Contato

  1. Boa tarde, Roberto. Mantivemos contato ha algum tempo atras. Eu e minha mulher temos uma saboaria artesanal em São José, vizinho a Florianópolis e estávamos iniciando no cold e vi teu antigo site. Lembra? Então, de lá para cá evoluiu o projeto. Estive em agosto em São Paulo fazendo um curso com a Tati na Paris Essência, que foi muito bom, pois tive acesso a muitas informações e dicas. Gostaria de ter tido tempo de conhecer a Reserva das Flores, mas não deu, e nem sei se poderia.
    Bem meu contato é pra dizer que mais uma vez ratifico minha admiração pelo teu desprendimento, próprio dos grandes espíritos e é claro, e não por acaso, do fator genético e cultural. Não tinha visto teu novo site. Foi minha amiga de curso (cold) Carla do Rio, com a qual mantenho constante contato, que me disse. E eu tinha passado teu antigo site para que ela visse. Estou ainda olhando teu site, mas com certeza me vai ser muito importante. Se tiver alguma dúvida, posso tomar a liberdade de te consultar? Bem, é isso. Grande abraço e que o universo te nenha aqui como um grande irradiador de bons e sinceros fluidos. Chico Thives

    • Olá Chico,
      Obrigado pelas suas palavras!
      Desculpe, não me lembro do seu contato. São muitas pessoas que me contatam, que acabo esquecendo.
      Este foi um dos motivos pelo qual acabei fazendo o site, disponibilizar as informações de modo mais fácil para as pessoas interessadas.
      Mas é claro que você pode me contatar em caso de dúvidas, esteja a vontade para faze-lo.
      Um abraço
      Roberto akira

      • Pessoas como você me fazem tão bem!! Encho meu coração de esperança quando vejo essa generosidade e amor à humanidade. Entendo que o que faz o verdadeiro mestre é a capacidade e o desejo de ensinar e se posso lhe elogiar, se me permite, você é um grande mestre.

    • Sr. Akira tenho acompanhado a divulgação do seu trabalho com saboaria e isso despertou uma admiração pela produção artezanal tendo em vista que o óleo de cosinha é jogado por ral a baixo e prejudicando o meio-ambiente, sem falar dos problemas domésticos de encanações e outros. Então gostaria que o sr. me ajudasse em uma fórmula mais precisa da produção de sabão de limpeza geral sendo em forma líquida, posso usar álcool no preparo ? serei grato pela resposta pois muito tempo procuro na internet uma alternativa

      • Everton,
        Eu nao tenho experiência em fazer sabão para limpeza com óleo usado e soda.
        O verdadeiro sabão liquido é feito com hidróxido de potássio e não com hidróxido de sódio.
        O sabao de potássio é solúvel em água e que não acontece com o sabão de sódio.
        O álcool é solvente para o sabão e usando no sabao de sódio, pode solubilizar parcialmente, tem que fazer testes

        • Agradeço muito pela sua resposta
          tirou minhas dúvidas. realizei o experimento com a dosagem aos poucos e chegou ao ponto e textura desejados, mas, tive dificuldade de baixar o pH tem ficado em 11, apesar de obedecer o mínimo de solda usado. eu tirei por base o sabão líquido que vc fez a diferença é que acorrentei o álcool.

    • Bom dia Roberto,
      não o conheço, mas já te admiro…rs
      obrigada por compartilhar todas essas informações, tenho uma duvida, para fabricação de sabonete usamos a soda caustica comum??? tem algum tipo mais suave para pele???
      obrigada,

      Andreia Simões

      • Andreia
        A soda caustica é uma só, não existe variedades de soda, o que pode ocorrer é uma pureza maior ou menor.
        Depois que o sabão está pronto, não existe nenhum resíduo de soda, o produto é totalmente seguro

    • Boa tarde,
      pesquisando sobre sabonetes na região da grande Fpolis SC encontrei está publicação do Chico Thives.
      Em seguida não o encontrei no site de busca, por favor o sr. tem o contato com ele ou outro artesão daqui da região para que eu possa conhecer os produtos e futuramente negociarmos?
      Att. Simone Carvalho

  2. Olá Roberto, parabéns pelo seu site e por compartilhar seus conhecimentos isso é especial!
    Eu acabei conhecendo teu site quando buscava algumas informações, na verdade estou ainda, querendo saber como fazer creme hidratante ou uma base de creme para corpo e rosto e também de shampoo e condicionador…será que teria algumas dicas pra me dar ou me indicaria algum curso bacana na área?
    Desde já te agradeço,
    Grande abraço, Carol.

    • Olá Carol, obrigado.
      Não conheço muito disso de cosmetologia. Sei que tem à venda esta bases semi-prontas para creme. Aqui em SP você pode encontrar na região da Rua Silveira Martins, que concentram o comercio destes artigos. Devo ter algo aqui sobre shampoos e condicionador, vou procurar, se tiver te envio.
      Roberto Akira

  3. Roberto.

    Conferi o seu site. Parabéns!!! Está ótimo. Já salvei nos favoritos.

    Agora eu terei uma excelente fonte de pesquisa quando alguns clientes, inciantes na fabricação de de sabonetes e velas, fizerem perguntas.

    Abraços e Ótimas Festas. Feliz 2013!!!

    Eduardo – Ferquima

  4. Bom dia Roberto.

    Primeiramente queria te dar os parabéns pelo trabalho no WE91A… belíssimo!
    A respeito da versão final, queria entender melhor a polarização da 300B que você usou ali. Existem os resistores R6, R7 e R8 na versão final ou foram removidos? Ou ainda substituídos por um potenciômetro de 100 ohms 2W?
    Na versão em que estou trabalhando, estava planejando usar o potenciômetro mas vários DIY’s tem garantido que usar resistores de precisão são suficientes e não precisa mais usar o pot nas 300B atuais.

    Desde já obrigado pelas informações.

    Feliz 2013!

  5. Bom dia,

    Meu nome é Edineia, e gosto muito de artesanato e de tudo de que natural, estou começando agora nessa aréa de sabonetes 100%vegetais, eas informações que encontro são poucos, encontrei você na Net, e não querendo abusar da sua boa vontade será que é possível me enviar uma receita passo a passo de como fazer um sabonete 100%R vegetal, olhei as suas planilhas mas não entendi muito.

    Obrigada

    • Olá Edinéia,
      Obrigado por escrever. Se você olhar bem no menu de saboaria artesanal, tem vários tutoriais, que são os passos-a-passos de como fazer os vários produtos.
      Dê uma olhada e qualquer dúvida me contate.

  6. Olá Roberto.
    Sò há uns meses descobri esta arte da sabonetaria e fiquei logo apaixonado, pelo que tenho andado a estudar sobre óleos e restantes matérias primas.
    Há uns dias, pesquisando pela net, descobri o seu site e fiquei deslumbrado pela forma desprendida como aborda e ensinsa sobre o assunto, algo completamente diferente do que acontece em Portugal, de onde eu sou, onde ninguém gosta de dizer com faz nem de esclarecer.
    Bom, mas o meu contacto serve porque, ao visuallizar as suas receitas, vejo que coloca sempre óleos essenciais, que já sei que são diferentes dos vegetais. Mas a minha questão é: Para que servem então os óleos essenciais? Que mais valia vão dar ao sabonete? Como consigo perceber quais as melhores combinações?
    Muito obrigado e continuação do bom trabalho que faz com o seu site.

    • Olá Miguel,
      Existe um grupo de discussão no Facebook de Portugal que tem mais de 400 membros, é um grupo muito dinâmico e as pessoas partilham as experiências e os conhecimentos de forma bem transparente.

      O uso de óleos essenciais no sabão por cold process é quase mandatório pois a maioria das essências sintéticas provocam uma aceleração na saponificação o que dificulta, se não impossibilita, o manuseio da massa ao enformar. Em outros processos/produtos, é uma questão de conceito, conceito de fazer um produto natural, sem uso de componentes básicos sintéticos. Se vc não se importa com isso, em hot process vc pode usar as essências artificiais. A melhor composição de óleos essenciais depende de experimentação tomando como base os princípios de formulação de perfumes e aromaterapia.

      • Obrigado pela resposta.
        Se bem entendo então, os óleos essenciais, para além de possuirem propriedades, são eles os responsáveis pelo perfume dos sabonetes?

        • Miguel,
          Exatamente isso mesmo, são para dar o cheiro aos sabonetes.
          Esqueci de dizer, se vc quiser participar do grupo de saboaria do facebook, eu posso te apresentar.

          • Olá Roberto!
            Eu penso que esse grupo é o grupo no qual me inscrevi há uns três dias. Coloquei umas questões e têm sido muito simpáticos.
            Obrigado pela resposta, fiquei elucidado.
            Abraço!

  7. Oi Roberto,

    Tudo bem? Parabéns pelo seu trabalho!!
    Quero fazer velas com cera de abelha e comprei a cera da Prodaphys.
    A desvantagem é que pago frete e aumenta o custo.
    Vc pode me indicar alguma empresa que posso comprar a cera em São Paulo?
    Obrigada,
    Patricia

    • Olá Patrícia,
      Tudo bem, e obrigado!
      Comprei bastante cera de abelha num produtor em Rio Claro e também numa loja no Itaim. Dê uma olhada na página velas naturais/introdução – fornecedores, as referências estão lá. É difícil encontrar cera de abelha na cidade de SP e assim é inevitável o frete.

  8. Olá Roberto Akira
    Estive lendo no seu site, informações sobre registro de produtos artesanais perante a vigilância sanitária, e chego à conclusão que no Brasil, o único jeito é trabalhar na ilegalidade. Gostaria de saber quais os riscos que se correm em trabalhar ilegalmente com produção artesanal de sabonetes, principalmente pelo fato de eu ser farmacêutica.
    Muito obrigada!!
    Aguardo retorno.

    • Olá Monaliza!
      Importante salientar que nem eu e nem você estamos fazendo apologia à ilegalidade. Este modo de trabalhar é circunstancial e é a única saída para desenvolver um trabalho de saboaria artesanal pois a regulamentação é praticamente impossível de ser cumprida. As implicações não estão na produção e sim na comercialização. Eu posso produzir artesanalmente a quantidade que quiser para consumo próprio, distribuir para a família, para os amigos, etc, não teria problemas. Vendas é o problema, raro comerciante estabelecido vai querer correr o risco de vender um produto que não está registrado e cujo fabricante não tem a licença de fabricação perante os orgãos reguladores – no mínimo é multa e apreensão.
      Deste modo a sua abrangência de vendas diminui muito. Muitos fazem a venda através de lojas on line com site próprio ou através dos sites de vendas de artesanatos, do tipo Elo7. Até agora não se tem notícias de nenhuma ação dos orgãos reguladores neste tipo de modalidade de vendas, que não deixa de ser ilegal.
      Quanto à profissão e as implicações não sei te dizer. Acredito que não exista distinção.

  9. Oi Roberto, gratíssima pelas informações e pelo Teu gentil espírito de partilha.Sou artesã diversificada e estou bem inclinada p/saboaria, pois vou fazer um curso de Plantas medicinais p/expandir um pouco mais.Quanto as formas não sei bem a quantidade de sabão p/as mesmas.Posso contar c/Vc nas minhas futuras dúvidas?Abraço,Denise.

  10. Olá Roberto! Cá estou eu muito entusiasmada por poder aproveitar um pouco da sua experiência.
    O meu percurso é pequeno, terei começado no início deste ano. Já dei pequenas “fortunas” por sabonetes naturais comprados em lojas da especialidade, por achar que fazem toda a diferença. Até que pensei: porque não fazer os meus próprios sabonetes? Procurei e encontrei um workshop sobre o tema do Cold Process. Gostei de frequentar, possibilitou-me dar os primeiros passos… mas o caminho ainda é longo!
    A minha primeira dificuldade foi em encontrar as matérias primas, não é fácil, mas acabei por conseguir 2 direcções. Uma em Lisboa e outra em Badajoz.
    A receita que aprendi no workshop (porque as matérias primas são caras e numa tentativa de usar produtos nacionais a que temos maior acesso) consiste nesta formulação muito simples:
    Óleos Base: óleo de oliva, óleo de coco e cera de abelha, na proporção 75:20:5.
    Depois usei a calculadora http://www.thesage.com/calcs/lyecalc2.php que me indicou a quantidade de NaOH e H2O a usar.
    A produção de sabão é em tudo igual ao que demonstra no COLD PROCESS.
    No meu último lote de sabão usei as seguintes quantidades: 375gr de óleo de oliva, 100gr de óleo de coco, 25 gr de cera de abelha, a calculadora indicou-me 67gr de NaOH e 175ml de água destilada. Depois de ter feito a mistura adicionei 40ml de infusão concentrada de chá de menta e 25 ml de óleo essencial de hortelã. Fiz mais variações desta receita com infusões de chá de rosa-violeta e óleo essencial de lavanda.
    O resultado é um sabonete com um aroma muito agradável, muito sauve e hidratante, mas mesmo ao fim de 6 semanas de cura, continua bastante mole e desfaz-se com muita facilidade na água.
    Agora encomendei manteiga de karité, óleo de soja, óleo de palma e óleo de amêndoas doces para alterar a receita e assim conseguir um sabonete suave mas que apresente uma maior dureza, mas tenho receio de não conseguir aplicar as proporções correctas e não conesguir chegar a um bom resultado.
    Me desculpe, o texto já vai longo, mas ter a oportunidade de falar consigo é maravilhoso.
    O meu muito obrigada.

    • Michelle,
      O bom que vc fez o workshop, ajuda muito quem está iniciando.
      A sua fórmula está correta, só um pouco de palma ficaria ainda melhor e poderia até dispensar a cera de abelha.
      Vc está usando uma concentração de soda de 27,7%. Como está frio aí e a umidade é alta, sugiro que vc trabalhe com uma concentração de 32% de soda. Seriam os 67g de soda e 142g de água e não 175g. Mais concentrado é menos água e menos água, endurece (seca) mais rápido.
      Mas mesmo com 27,7% de conc. de soda, depois de 4 semanas teria que estar mais duro do que vc notou. O que acontece que eu acho que vc cometeu um engano. Os 40 ml de infusão que vc fez foi em água e vc não descontou dos 175 ml da água da diluição da soda. Com estes adicionais 40 ml, a concentração de soda foi à 24% o que é muito diluido, retarda a saponificaçào e demora muito para secar. Deve ser isso que aconteceu. O sabão não está perdido, vai ter que deixar um bom tempo para secar. Quando a diluição é excessiva o traço demora para ser atingido, notou isso?

      • É verdade sim, quando estava a mexer ela demorou bastante tempo para ficar com um traço mais pesado. Até mesmo para desenformar demorou mais de 48h (continuava muito mole).
        Faz todo o sentido. Na altura perguntei se ao acrescentar os 40 ml de infusão não deveria de descontar na água a juntar à soda. Disseram-me que não seria necessário. Mas prova-se que o tornou demasiado mole.
        Realmente não está perdido e eu uso-o embora se gaste muito rápido.
        Como me sugeriu vou usar óleo de Palma.
        Uma última pergunta e não querendo abusar. Qual a sua opinião sobre o óleo de soja? Que benefício pode dar ao sabonete?
        Muito obrigada pela ajuda mais uma vez e obrigada por me ter apresentado à saboaria. É um óptimo sitio para tirar dúvidas e trocar opiniões.

        • Michelle,
          Está esclarecido o problema que teve. Melhor assim!
          O óleo de soja é o patinho feio da saboarai artesanal! Coitadinho, ele é um óleo polinsaturado e isso é ruim para o sabão, pode rancificar rapidamente, não tem propriedades marcantes, pode funcionar somente como uma “carga” para o sabão, diminui os custos.
          Não é usual usar óleo de soja para fazer sabão.

  11. Obrigada Roberto pelo seu esclarecimento.
    A minha dúvida, sobre o óleo de soja, surgiu quando no site (penso que seja dos EUA) da calculadora que referi, existirem várias receitas de sabonetes.
    Em todas elas, usam grandes % (entre 40% e 50%) de óleo de soja hidrogenado (processo químico que prolonga a vida útil do óleo) e por exemplo nas suas, nunca vi referência a esse óleo.
    Agora que me disse isso, estive a ler alguns artigos e percebo que a cultura da soja começou nos EUA e uma campanha de marketing, levou a crer que as gorduras saturadas como o óleo de coco e palma seriam nocivas e que o óleo de soja era a versão saudável. Sabe-se hoje que as gorduras saturadas não estavam a ser substituídas por óleos vegetais comuns, mas por óleo de soja hidrogenado que contém ácidos graxos trans muito prejudicais à sáude.
    Não vou usar esse óleo. Vou pegar numa das suas receitas e fazer experiências até conseguir um bom resultado.
    Também fiz download do seu molde de MDF e vou pô-lo em prática.
    Obrigada pelo tempo que perdeu comigo.

    • Micheli,
      Você está falando de óleo de soja hidrogenado. Isso é diferente do soja comum. A hidrogenação elimina as insaturações e deixa o óleo mais estável quanto à rancificação por torna-lo parcialmente monoinsaturados (oleico) e saturados (esteárico) e o torna sólido que tem todas as vantagens de manuseio e manipulação. E nesta hidrogenação, na quebra da insaturação o hidrogênio pode entrar em plano moleculre diferentes, em cis (mesmo plano) ou trans (plano opostos) o que origina toda a discussão do mal da gordura trans.
      Nos USA é muito usado esta gordura de na cozinha, a marca mais conhecida, acho que é o Crisco. Por aqui não temos o costume de usar em sabonetes a gordura hidrogenada de soja, apesar que dá um bom sabão, muito duro.

      Qto ao molde, serviria para vc um molde para 12 barras de 130g de sabonete, é um tamanho adequado para vc? Se ok, lhe mando o desenho.

  12. Claro, que aguardo!
    Obrigada pela dica de qual a concentração de soda que devo ter para contrabalançar a húmidade e o frio. Essa vai-me ajudar e muito!
    Não há nada como falar com alguém experiente.

  13. Oi, Roberto.
    Já entrei em contato contigo antes parabenizando-o pela iniciativa. Agora venho, de fato, pedir-lhe ajuda. Há tempos estou estudando e experimentando algumas combinações de óleos para a produção de meus sabões, pois temos uma saboaria artesanal em Florianópolis. Tenho acompanhado em “off” teu site, o aromalesaboariaartesanal, o aromachik(bolhasdesabao) do AMOF – Amauri Oliveira, artedatati (com quem fiz um rápido e proveitoso curso em 09/2012), artesanalnatural.blogspot.com.br(flordapele) e tantos outros.
    Pois bem, gostaria de ter uma combinação base de óleos e encontrei inúmeras, das quais selecionei quatro, e gostaria da tua impressão sobre elas.
    1 – Palma(30%), palmiste(30%), Oliva(39%), Soja(10%)
    2 – Palma(35%), Babaçu(30%), Oliva(30), Mamona(5%)
    3 – Soja(44%), coco(28%), Oliva(28%)
    4 – Gordura vegetal(50%), Babaçu(25%), girassol ou soja(25%).
    É isso. Desde já agradeço.

    • Chico,
      Melhor do que dar o peixe, é melhor ensinar a pescar. Vá lá nas calculadoras que dão as propriedades do sabão e coloque estas fórmulas (uma delas é a que uso) e veja o resultado e analise o que vc quer dos seus sabões.

      • Acho que este é o melhor caminho.
        Vou me inspirar no “AMOF” e seus testes, além dos seus ensinamentos. Pois, algo aprendido com a experiência é para sempre. Obrigado, Roberto.

  14. Boa tarde Roberto, li recentemente sobre o a análise do óleo de palma, vc pode me encaminhar o trabalho completo?

    outra coisa, vc tem alguma idéia de formulação do SABÃO DE ALEPPO

    Um grande abraço

    Gerson

    • Gerson
      Sabão de Aleppo é um processo a quente de ebulição total, muito difícl de reproduzir em escala de artesanato. Além do mais, não é possível obter o óleo do fruto do louro, que é o principal componente do Aleppo.

  15. Olá Roberto.
    Sou de Portugal (Aveiro) e gostei muito do seu site. Gostaria de fazer revenda dos seus sabonetes e velas. É possivel enviar catálogo dos produtos e preços de revenda , mais portes de envio para Portugal? Aguardo uma resposta . Escreva para o meu email. Obrigada pela atenção
    Cumprimentos
    Claudia

    • Olá Claudia,
      Muito obrigado pelo seu interesse. Sinto muito mas eu não vendo nenhum produto. O site é para a divulgação dos conhecimentos que adquiri ao longo do tempo, principalmente a saboaria artesanal. Em Portugal a saboaria artesanal tem se desenvovido em passos rápidos e creio que você encontrará pessoas que possam fornecer o que vc tem interesse.

  16. Olá, Roberto

    Seu site é muito bom até para quem não pretende fabricar sabonetes artesanais, basta ser apreciador dos bons aromas. Eu gosto muito de sabonetes importados ou artesanais, pelo seu conhecimento e bom gosto deve fabricar excelentes sabonetes.
    Gostaria muito de poder conhece-los e comprá-los, por favor entre em contato comigo.
    Obrigado e fico aguardando.

    Um Abraço e até breve.

    Gerson

  17. Olá Roberto, fiquei encantada com seus esclarecimentos. Estou iniciando a arte do cold process e estou cada dia mais encantada…é uma delicia fazer sabonetes. Gostaria que voce me desse algumas dicas de onde comprar óleos essenciais de qualidade, tem muita enganação. E se puder passar alguns sites, blogs, etc para que possamos aprender mais, eu agradeço. Muito obrigada e fique com Deus.

  18. Bom dia, Roberto. Antes de mais nada quero agradecer sua riqueza de espirito e bondade para compartilhar tanto conhecimento com as pessoas! Virtudes cada vez mais raras hoje em dia!
    Estou iniciando minhas experiências no ‘cold process’ e fiquei na dúvida sobre o óleo de palma (dendê): há alguma forma de se corrigir o amarelo-avermelhado que o dende deixa? Mesmo colocando o corante, o sabonete fica com um ‘fundo amarelado’. Vejo que nas suas receitas o oleo que vc adiciona não é tão avermelhado e seus sabonetes ficam bem clarinhos. Posso trocar 100% o dende pelo Palmiste ? As propriedades e resultados seriam os mesmos?
    Muito obrigada pela sua atenção
    Solange

    • Olá Solange!
      obrigado pelas palavras generosas!
      Você está usando o óleo de palma bruto que é o azeite de dendê e tem esta cor característica amarelo alaranjado. O refino do palma bruto dá origem ao palma refinado (RDB, refinado, desodorizado e branqueado). Esse palma que é mais usado para a saboaria e tb para outros fins como a fritura industrial.Atenção, o palmiste não é o palma/dendê, são óleos totalmente diferentes, o palmiste é equivalente ao babaçú e ao côco ( da praia).
      No site tem um post sobre o óleo de palma, seria interessante vc ler.
      De qualquer modo, se precisar de ajuda me fale, me mande por MP o local onde vc se encontra.

        • Solange
          Desculpe, MP significa mensagem privada, é o e-mail. Qdo não quiser que um comunicado seu fique público, vc manda por MP, por e-mail.
          Qualquer dúvida me contate

          • Boa Noite Roberto, estou começando a fazer sabonetes e tenho uma dúvida, como embalar? Comprei filme pvc e sacos prolipropileno, não tenho intenção de usar uma seladora a princípio, pretendo fazer caixinhas mas como estou começando gostaria de embalar mais simples economicamente e que ficasse esteticamente bonito, farei orótulo com couchê adesivo a prova de água no computador. pode me dar uma ajuda sobre a embalagem, se estou no caminho certo?
            Obrigada!

            • Mariane,
              O melhor material para embalar sabonetes é o celofane. O celofane é um polímero da celulose e tem uma propriedade única que é deixar o sabonete respirar, isto é, permite que o sabonete continue a secar mesmo embalado. Se vc usar polipropileno ou PVC, corre o risco de formar bolor ou mesmo rancificar o sabão se ficar muito tempo embalados, porque estes materiais são completamente impermeáveis.Se for usar estes materiais, embale-os no momento que for despachar o pedido.
              Nos USA e França o pessoal usa muito as etiquetas chamadas de cigar band que é uma tira que envolve mais ou menos de 1/2 a 3/4 da barra, isto é, uma parte do sabão fica exposto.
              Outro cuidado, se for usar papel, é escolher o papel adequado. Os papeis coloridos a base de corantes (a maioria são), em contato com a alcalinidade do sabão pode desbotar e manchar.

                • Mariane
                  Se vc estiver em SP, na página de Introdução, ao final dela, tem uma lista de fornecedores e tem ondee vc pode comprar os celofane. Cuidado que tem gente vendendo folhas finas de polipropileno como se fossem celofane.
                  Qualquer dúvida me contate

                • Mariane,
                  Se vc está começando, recomendo que participe de um grupo de discussão no facebook de Portugal, chamado Saboaria. É um grupo fechado mas vc pede adesão que não tem problemas. É um grupo excelente, de partilhas de conhecimentos e isso é feito de modo admirável, com muita transparência e despreendimento. O link é esse:http://www.facebook.com/groups/saboaria/.

                  • Roberto, só agora te li, já pedi participação no grupo e estou estudando suas dicas. agradeço muito sua disposição, vc é 10!!!
                    Obrigada!
                    Mariane

  19. Oi, Roberto, muito bonito o seu site, artístico, e fiquei agradecida pelo jeito com que você compartilha a sua experiência com os sabonetes, os equipamentos necessários…. é como se você fosse um professor antes de tudo.

    Eu estou me iniciando agora nessa técnica de sabão cold process, mas não tenho o contato com alguém que possa me ensinar aqui onde moro (Tiradentes, MG). Você sabe de algum curso mesmo que fosse em SPaulo, ou Ribeirão Preto?

    Uma pessoa que faz sabão caseiro com óleo reciclado me falou que usa soda cáustica líquida e Barrilha. Você poderia me falar destes 2 produtos, das vantagens e desvantagens?

    obrigada pela atenção,

    Rachel

    • Rachel,
      Obrigado
      Em SP tem curso presencial com uma das grandes saboeiras. Te mando por MP a referência.
      Barrilha é carbonato de sódio que tem alguma alcalinidademas é muito bom para neutralizar a água dura, água com muito teor de cálcio e magnésio que tira a eficácia de lavagem do sabão normal.Soda caustica líquida é uma forma de apresentação do produto, muito usado pela indústria. Para a saboaria é mais comum em forma sólida, em pellets ou escamas.

      A saboaria artesanal, principalmente por cold process é muito simples e fácil, vc mesmo pode desenvolver o aprendizado e começar a fazer. No site tem quase tudo do básico para vc começar. Se tiver dificuldades entre em contato.

  20. Caro Roberto,

    Você pode me enviar por email os valores dos cortadores de sabonetes modelos
    cortador múltiplo e cortador individual horizontal?

    grato,

    Guilherme Iop

    • Guilherme,
      Eu não vendo nada, nem produtos e tampouco equipamentos. O que eu faço é divulgar a saboaria artesanal através da partilha dos conhecimentos que adquiri e torna-la mais conhecida e incentivar a sua prática. A maioria dos equipamentos que aqui estão, foram desenvolvidos e construidos por mim, os desenhos e instruções estão a disposição para download. Vc pode construi-los ou mandar um marceneiro fazer.

  21. Olá Roberto
    Adorei seu site e parabenizo o seu esforço em divulgar e ajudar a esclarecer tantas dúvidas. Comecei a fazer sabões caseiros como forma ecológica de descartar adequadamente o óleo utilizado. Navegando em seu site fiquei muito interessada em utilizar a saboaria artesanal no uso diário, porém tenho algumas dúvidas.
    Gostaria de utilizar o azeite de oliva, porém vc falou que este óleo produz um sabão de desmancha muito em contato com a agua (solúvel). Moro no Rio e tenho dificuldade de encontrar óleos puros com preço justificável. Gostaria de saber se existe algum óleo comercial (milho, girassol, canola, algodão) que dê uma maior dureza ao sabão sem comprometimento da qualidade, pois já li que o de soja é considerado o patinho feio da história. E a gordura vegetal hidrogenada é aceitável?
    Vou a Lisboa, e percorrer outras cidades portuguesasl de carro, em setembro e, se puder, gostaria do endereço no qual posso adquirir materiais de qualidade.
    Obrigada e, mais uma vez, parabens!!

    • Olá Silvia Regina, boa noite!
      O sabão de 100% azeite de oliva, denominado Sabão de Castilla é um ótimo sabão mas tem seus pontos fracos que é a dureza, a falta de espuma e qdo molhado fica pegasojo. O que se faz em um sabão bem balanceado é a adicão de outros óleos para dar um equilibrio ao sabão. No caso da dureza é usado o óleo de palma e para poder de limpeza e espuma farta, é usado o óloe de côco ou babaçú ou palmiste. Estes outros óleos que vc se referiu,
      o girassol e o canola podem ser utilizados.Gordura vegetal hidrogenada, no Brasil, é o óleo de soja hidrogenado, que como vc falou, é o patinho feio.

      Se vc vai à Portugal, uma bela oportunidade é começar a participar de um grupo de discussão no facebook de Portugal que se chama Saboaria. É um grupo fechado mas vc pode pedir adesão. Para quem está iniciando, como vc, é um ótimo local para aprender pois tem muitas partilhas de conehcimentos e experiência, além do vc poder fazer amizades úteis para sua viagem em setembro. O link é esse:http://www.facebook.com/groups/saboaria/

      • Roberto, obrigada por sua atenção. Só mais uma pergunta: no caso da utilização no sabão do oleo de oliva, babaçu e palma, qual a proporção (aproximada) dos últimos para a solução do problema da falta de espuma e desmanche? Pode ser feito com uma proporção maior do óleo de oliva?
        Segui seu conselho: fiz uma solicitação ao grupo do facebook.
        Para seu conhecimento, sou artista plástica e inseri meu site para vc dar uma olhada.
        Mais uma vez obrigada.

        • Bom dia Silvia Regina!
          Primeiro, parabéns pelo belo trabalho artístico que fazes, o domínio das técnicas e o bom gosto. Adorei!
          Não existe uma relação fixa, e o fator custo é importante. O óleo de oliva é muito caro por aqui, os máis baratos não sai por menos de R$ 20 o litro, emquanto em Portugal, um grande produtor, custo o equivalente a R$ 7 e de ótima qualidade. Portanto, por aqui, as formulações precisam economizar oliva e aumentar o palma e babaçú ou misturar com canola ou girassol.

          Meu sabão básico tem uma relação oliva/babaçú/palma/mamona = 30/30/35/5 (o mamona é para melhor a espuma, deixa a espuma cremosa), mas poderia ser, 35/30/30/5, etc.

          Silvia, podemos fazer o seguinte, me peça ou eu faço, amizade no face que fica mais fácil de ajudar. Se estiver realmente querendo aprender saboaria por te ajudar mais efetivamente

    • Tatiana,
      Não vndo nada, nem produto e nem equipamentos. O que eu faço é divulgar a saboaria artesanal compartilhando tudo que sei. Na página de download vc pode baixar as instruções e desenhos de como fazer muitos dos equipamentos da saboarai. Qualquer marceneiro poderá fazer estes equipamentos sem muita dificuldade.

  22. Boa tarde Akira!
    Venho há algumas semanas pesquisando e fazendo testes para produzir sabonete cold process. Enfim, ontem consegui fazer meu primeiro lote de cold process rsrs, usando a calculadora de saponificação para chegar nos parâmetros ideais de condicionador, dureza, limpeza, etc,  utilizei as matérias primas que tenho fácil acesso aqui em Fortaleza: 
    Oleo de coco de praia – 32%
    oleo de algodão – 30,5%
    cera de abelha – 1,5%
    NaOH – 9,5%
    água – 24%
    oleo essencial de alecrim – 2,5%
    pela sua experiência, vc acha que essa fórmula está ok?
    hj tirei da forma e cortei as barras, aparentemente está ótimo e macio, porque o óleo de algodão quebra a dureza excessiva do oleo de coco, está um cheiro maravilhoso, testei o ph com a fitinha e ficou entre 7 e 8.
    Minha dúvida agora é para embalar. Eu estive em Londres e Istambul recentemente e observei que lá eles não embalam os sabonetes orgânicos e cold process deles, eles ficam expostos, empilhados nas lojas, o cliente escolhe e então, eles colocam em um saco de papel, achei anti-higiênico, eu queria embalá-los em plástico stretch, ficam mais bonitos e apresentáveis, mas qt tempo vc acha que eu devo esperar para embalar nesse tipo de plástico?
    Outra dúvida é quanto ao sabonete glicerinado transparente. Já fiz milhões de testes usando esses óleos (coco e algodão) e não consigo achar a formulação correta, tudo que eu consigo é uma pasta transparente depois de seco. Vc tem alguma sugestão de como fazer sabonete transparente utilizando óleo de coco e algodão?
    Muito obrigado e Parabéns pelo seu site. Está fabuloso!
    Um abraço desde Fortaleza!
    Antonio Carlos Rodrigues

    • Antonio Carlos
      Sua fórmula não fecha 100%, falatm 37,5%. O que vc usou nestes 37,5%?
      O óleo de algodão tem muito ácido graxo linoleico (52%), muito parecido com o óleo de soja. Precisa tomar cuidados com a rancificação rápida destes óleos evitando sobreengorduramento excessivo.
      Qto ao sabão transparente, veja minha formula básica no site, é preciso ter ácido esteárico.

  23. Caro Roberto, em primeiro lugar quero me desculpar pela demora em agradecer sua resposta. Me foi muito útil,obrigada!No mais fico por aqui, e qualquer dúvida com certeza entrarei em contato novamente.Sempre que puder olharei o site para saber das novidades e continuar acompanhando seu maravilhoso trabalho.Um abraço, Carlota

  24. Boa tarde, estou precisando de um cortador para sabão em barras vc. tem algum modelo e tem como vc. me mandar o orçamento.

    • Carlos,
      Eu não vendo equipamnetos e nem produtos. O que faço é divulgar a saboaria artesanal através da partilha do que conheço. Vc pode construir ou mandar fazer com os desenhos e orientações que estão no site para downloads.

  25. Prezado Roberto, sua disponibilidade em compartilhar as informações é impagável, parabéns!
    Desejo produzir sabonetes artesanais para comercializar. Procuro informações sobre o consumo de sabonetes artesanais no Brasil para saber se é um investimento viável, pode dividir sua experiência?
    Obrigada

  26. Bom dia Akira.

    Obrigado por se dedicar um pouco para ajudar “orientar” o próximo.
    Li sobre o que escreveu da saboaria só não entendi como funciona no meu caso estou planejando abrir uma empresa para vender perfumes, não quero produzir quero comprar o perfume de um terceirista com minha marca na caixa, nesse caso também vou precisar de um responsável técnico. Com sua experiencia o que podes me dizer.

    Desde já Obrigado.

    Valnei

    • Valne,
      Para comercialização somente, como no seu caso, não é necessário responsável técnico. O seu tercerizado sim, precisa estar regularizado, obedecendo as regulamentações ditadas pela Anvisa – autorização de funcionamneto, aval de inspeção aprovado e registro dos produtos.

  27. Oi Roberto,
    Eu estou tentando entender o cold process,até agora estou perdidinha!Adoro essa arte e vejo muitos sites de fora ,gostaria de saber se você dá cursos pois vou a São Paulo agora na segunda quinzena de julho e não tenho muitas referencias em São Paulo.
    Obrigada e aguardo sua resposta.
    Atenciosamente Tatiane Oki

    • Tatiane,
      Não dou aula de saboaria de modo formal. Em São Paulo, poderia fazer com a Beth Bacchini, a melhor e mais competente saboeira que conheço. Pesquise por Santo Sabão e terá acessa ao site dela.

      • Roberto de Deus que foi isso?Eu já não gosto de viajar e depois do seu relato nem pensar!Que sofrimento.
        Estou te escrevendo para agradecer por tudo e pela indicação da Beth vou a São Paulo semana que vem e gostaria de conhecer a reserva das flores como faço ?Eu leio o seu site o tempo todo para estudar e não fazer besteira por aí é que pretendo fazer disso o meu trabalho então devo fazer tudo certinho.É tanta coisa para pensar e fazer e devo reconhecer que acho difícil fazer os sabonetes pelomenos até agora que eu só vi vídeos e li receitas .Mais uma vez te agradeço pois se site me ajudou e me ajuda bastante todo dia e é todo dia mesmo!
        Um abraço para você,saúde e sabedoria .
        Cora Coralina dizia:”Nada do que vivemos tem sentido se não tocarmos o coração das pessoas”
        Mais uma vez obrigada!

        • Olá Tatiane,
          Obrigado por suas palavras generosas!
          A reserva das flores não existe, nunca existiu, é uma coisa virtual, na medida que eu precisa de um nome para os produtos.
          Assim sendo, sinto muito, não tem como vc visitar a reserva das flores. Por outro lado, eu me coloco a sua disposição para te ajudar a qualquer momento que vc precisar.

  28. Oi Roberto posso mesmo te alugar ?Que boooom!É que eu estou com um pouco de medo até receio de gastar tanto e não ser bem sucedida!É que tudo começou com o Peter Paiva receitinhas prontas e pum!!!!O sabonete estava pronto e lindo,porém,com o tempo e alguma pesquisa descobri que não é o que eu queria!Mas agora Roberto tudo está mais difícil pois não tem receitinhas e aquelas tabelas ui, me perco toda tenho tantas perguntas para fazer que tô até com dó de você.
    Mas lá vai:
    Roberto esse é um bom negócio?

    • Tatiane, o que acontece?
      Se é um bom negócio ou não só vc poderá responder depois de um tempo. Não existe mágica neste e em outra atividades.
      Você tem que tentar, insistir.
      As dificuldades acho que vc já sabe quais são. O que precisa ser feito vc jásabe!

  29. Ola Roberto parabens pelo teu sito,eu mi chamo jane e moro na italia e gostaria de fazer sabao de coco,porque por aqui eu nao acho voce poderia mi mandar uma receita, que nao va oleo de palma,aqui e muito facil oleo de oliva normal ou puro,ti agradesso muito ,jane danziger.

    • Olá Jane!
      Se eu entendi, você gostaria de fazer um sabão de coco, que não tivesse óleo de palma. Você vai usar esse sabão de coco em limpeza ou para o banho (para o corpo)?

  30. Bom dia!
    A um tempo decidi entrar no mundo dos sabonetes artesanais e vi o quanto tenho que aprender, me titulei em Química Ambiental, não exerci como gostaria até que vi nesta área a minha oportunidade!
    Gostaria de parabenizar seu site, é o tipo de “lugar” que a gente fica lendo e lendo, sua linguagem é muito clara e chamativa e informações sutis que fazem toda diferença, mas, não consegui visualizar os seu arquivos PDF no Chrome, somente no IE(navegador que não uso muito), vi mensagens de pessoas que também estavam com dificuldade, não sei se esta incompatibilidade que minha máquina teve com os arquivos será a mesma de outras pessoas, mas fica aqui minha mensagem!
    Obrigada mesmo pelas novas idéias que o Sr. faz despertar!

    Priscila

    • Olá Priscila!
      Obrigado!
      Realmente, não sei porque, no Chrome as pessoas dizem que tem problemas para fazer o download. No Opera e no Firefox, com certeza não tem problemas..
      Se vc está aprendendo, sugiro que vc participe do grupo Saboaria, um grupo de discussão do Facebook de Portugal. É muito bom, as pessoas partilham muito positivamente e é ótimo para aprender. É um grupo fechado, vc pede adesão: https://www.facebook.com/groups/saboaria/

        • PS: Somente fiquei triste com as dificuldades impostas pelo governo para a regularização dos saboeiros artesanais, definitivamente deveria ter uma legislação diferenciada, é como ter as mesmas exigências para para uma Sadia da vida e para a tia da marmita da esquina, nunca jamais desmerecendo o trabalho delas mas elas conseguem um avará tendo tudo certinho dentro da legislação para as pessoas de seu porte, mas como no caso dos cosméticos existe este lobby….

  31. Roberto me salva! Já estou cansada de tanto estragar material tentando usar em meu sabão as malditas essencias que talham a massa mas ouvi dizer do tal si tema hot ou holt sei lá,ví no blog de uma saboeira a Beth Bachini se não me engano é o nome… lá ela fazpropaganda do curso de saboaria destesistema senão me engano é quente e pode usar essencias mas eu não moro na cidade dela então não posso fazer o curso,né. Pode me ajudar a descobrir este sistema que agente pode usar as malditas essencias sintéticas?…não nado em $$$ e óleo essencial no Brasil é preço de ouro e o sabão com ele não fica com preço atrativo pra gente vender bem.
    o blog dela é : http://santosabao.com.br

    • Marcia,
      veja no blog o sabão liquido que é feito por hot processs, o principio é o mesmo so que vc usa soda ao inves de hidroxido de potássio.
      leia lá e veja se tem duvidas.

  32. Boa noite Roberto ! Achei incrível o seu site e gostaria de saber se você vende sabão para barbear. Eu também não encontro aqui no Brasil. Vi a fórmula, mas acho que dessa primeira vez preferi comprar o seu sabão pra ter referência.
    Obrigado

    • Henrique,
      Eu não vendo nem produtos e tampouco equipamentos. Meu objetivo é divulgar a saboaria artesanal de tal modo que aumente a base de conhecimento e a massa crítica, para que as pessoas valorizem este tipo de artesanato/produtos. Faço isso partilhando o que conheço.

  33. olá boa tarde eu quero montar uma saboaria artezanal gostaria de sua comsultoria.por gentileza mande seu numero de tel para podemos falar grato.

  34. Olá,

    Você foi a única fonte que encontrei sobre o sabão beldi no Brasil na internet. Trouxe uma luva de hammam da França e preciso encontrar o sabão. Você poderia por favor me dizer aonde posso encontrar na internet ou em São Paulo? Você vende? Meu email foi enviado com este comentário, se puder responder.

    Muito obrigada!

    • Olá Jana,
      Este sabão de beldi não existe à venda no Brasil. Eu consegui fazer um Beldi e depois que publiquei no meu blog, algumas pessoas de fora reproduziram a fórmula e dizeram que era muito similar ao original de Marrocos.
      Sinto muito, mas a quantidade que fiz já não tenho mais e tb eu não vendo produtos.

  35. Dear Roberto,
    thanks for your great site! Living in India, we are not able to get sheva butter. Especially I like to try the shaving soap, which contains some sheva butter. Do you have any idea for a suitable substitute. I’ve heard, that may increase the glycerin a little, but how much could be little? I would be greatful for your kind advice,
    regards
    Andre

    • Hi Andre,
      Thank you!
      You can replace the shea butter by another type of butter, such as cocoa butter, or can simply remove the shea butter without excessively compromising the quality of the product.If you are removing or replacing, tell me that I can recalculate the formula for you.

  36. Olá, fiquei muito impressionado com a sua “arte” coma produção de saboaria. Como notei que não há a adição dos componentes usuais da indústria cosmética, fiquei interessado. Este sabonete líquido, por exemplo, pode ser usado no cabelo? E tende a ser menos irritante para a pele e os olhos? Abraços e parabéns.

    • Clomar,
      O produtos artesanais da saboaria são sem dúvidas produtos diferenciados e com qualidades excepcionais comparados como produtos industrializados.
      Não quero ficar aqui apregoando as qualidades, a melhor coisa que vc faz, é comprovar por sí próprio. Experimente um simples sabão feito por cold process e vc vai sentir a diferença.

      A diferença entre um sabão líquido e um shampoo para cabelos é sutíl, a base pode ser a mesma, vc faz pequenas modificações adaptadas as condições dos cabelos e pronto, do sabao liquido vc tem um produto para cabelos

    • Karine
      Se o sabão tiver com uma formulação bem equilibrada, com os óleos adequados e com superfating (excesso de óleo) baixo, o mínimo seria de 2 anos. Tenho sabão feitos ha 4 anos e estão perfeitos.

      • Obrigada ! Estou começando a produção de sabonetes pelo processo da base glicerinada , e estou gostando muito … Me interessei por esse cold process , por causa da proposta de produto 100 % natural . É difícil de acertar o ponto ? Aliás , se erra muito a receita ?

        • Olá Karine,
          Se vc aprender como fazer o sabão por cold process, que por sinal não é difícil, vc nao terá problemas de errar e perder o lote. E se isso acontecer, na maioria dos casos vc pode reaproveitar o lote que desandou.

  37. Olá,
    Gostei muito do seu site, e tenho uma pequena pastelaria, mas por ser pequena não quer dizer que não consumo muito óleo para a fritura. Faço com minha esposa pequenos sabão para distribuir entre os amigos e familiares. Mas estou pensando em montar aos poucos equipamentos de melhor qualidade, tudo é feito artesanalmente. A questão é que não consigo fazer download na aba, click e não acontece nada, estou doido para conficionar os matérias, de corte e outros tantos que estão disponibilizados para nos pequenos curiosos… Parabéns pela iniciativa Como fazer os download.

    • Marcos,
      Esse problema para fazer o download provavelmente é devido ao browser que vc está usando. Se for o Chrome com certeza tem este problema. Tente com o Firefox ou Ópera.

  38. Meu amigo,
    Realmente você acertou mais uma vez… Troquei para Firefox e consegui fazer download, obrigado pela rapidez da resposta… agora vou colocar as mãos na “madeira” e depois na massa. Estarei sempre atento as novidades do site. Obrigado.
    Marcos,

  39. Boa Tarde Roberto
    Gostaria de saber se vc conhece algum artesão que possa fazer para mim as matrizes dos sabonetes. Eu entregaria um desenho com medidas e ele reproduziria no material que fosse bom para ele. E que esta levando muito tempo para mim e o meu negocio é sabonete e não moldes. Agradeço se puder me indicar alguém aqui em São Paulo. Ou ate de quem faz moldes de silicone personalizados.
    Um abraço
    ricardo

  40. Bom dia,

    O seu site é muito bom, parabéns pela iniciativa, pelo trabalho de apoio a nós iniciantes na arte da saboaria.
    Uma dúvida: posso fazer uma forma de silicone com 50 cm de comprimento? As que uso são de 25 cm, a conta para 1 quilo de base de glicerina, preciso agilizar o processo.
    Agradeço muito pela atenção.
    Ana Lúcia

    • Ana Lucia,
      O comprimento normal de uma barra de sabão costuma ser de 30 cm. Creio que 50 cm seja uma barra um tanto comprida demais, pode ficar difícl manusear sem quebrar a barra. Já trabalhei com barras até 40cm. Para ter certeza, precisa testar. Para aumentar a produtividade aumente a largura das barras, transformando-as em blocos de sabão. Eu tenho moldes para blocos de 2 e 3 barras, 18 e 36 barrinhas de espessura de 25mm.

  41. Olá. Boa Tarde Robberto. Gostaria de saber pq não consigo fazer o download da Seladora para embalar sabonetes. Dou Clik no Link e não segue. Grata. Cristiane

  42. Boa noite,
    Estou de volta tomando mais um pouco do seu tempo.
    Eu faço sabonetes com a base glicerinada Nossa Terra, a embalagem tem 01 kg. Fiz minhas formas com 25 x 6,5 x 6,5 cm e corto com 2,5 cm, fazendo 10 sabonetes de 100 gr cada um. Gostei da sugestão de fazer a forma com o dobro de largura, para melhorar minha produção.
    O senhor que já fez desta forma, poderia me falar quanto vou gastar de silicone, mesmo que seja aproximadamente? Não sei calcular.
    O tamanho do meu sabonete está bom?
    Mais uma vez obrigada,
    Ana Lúcia

    • Ana Lucia,
      O seu sabonete é quadrado, um formato um pouco ingrato porque os lados são todos iguais e não permite variações de apresentação, todavia para 100g está bem.
      Um molde com o dobro da largura, vc teria que cortar ao meio para gerar duas barras e nao sei se isso é um problema pra vc.
      O que vc poderia fazer é em um molde só, fazer duas barras separadas, tem um molde dessse tipo no blog.

      O calculo de consumo do silicone é simples. Vc pega o volume da ciaxa de contenção do molde e subtrai o volume da forma usada (eu uso blocos de aluminio, mas poderia ser uma caixa de madeira com as dimensões do seu sabao.

      Exemplo para o seu caso (molde normal de 1 barra)
      volume da forma = 25 x 6,6 x 6.5 = 1056,25 cm3
      volume da caixa de contenção (1cm de espessura das paredes) = 28 x 8,5 x 8,5 = 2023,00 cm3
      volume de silicone necessário = 2013,00 – 1056,25 = 966,75 cm

  43. Admiração, Respeito…Gratidão! Que Deus continue derramando bençãos especiais sobre sua vida e multiplicando seus conhecimentos, ainda…que seus caminhos sejam facilitados e amparados assim como vc assim o faz generosamente á tantos semelhantes (anônimos)…abraço fraterno e paz profunda!

  44. Boa tarde Sr A kira
    Depois de ler tudo que o sr publicou fiquei encantada, sou uma brasileira que mora em uma ilha do caribe venezuelano e me assusta como ninguem sabe ou se interessa em fazer nada, vou tentar reunir um grupo de pessoas para juntos aprender mos a fazer sabao. so que hoje na Venezuela temos muito poucos produtos quimicos para comprar. Gostaria de saber se posso contar com a sua ajuda para aprender. Ja muito agradecida

  45. Boa tarde,
    Venho lhe pedir mais uma orientação.
    Fiz um sabonete íntimo com a seguinte fórmula:
    . 200 ml de base para sabonete transparente
    . 800 ml de água deionizada
    . 40 ml de anfótero
    . 20 ml de lauril
    . 06 ml de extrato de confrei
    . 16 ml de extrato de barbatimão
    . 08 ml de extrato de centella asiatica
    . 08 ml de essência de hortelã.
    . 03 gr de mentol, diluído em 03 ml de álcool de cereal
    Fiz exatamente assim, e o ph ficou em torno de 07. O que fazer para que fique entre 3,5 e 4,5? Este é o ideal, não é?
    Mais uma vez meus sinceros agradecimentos.
    Ana Lúcia

    • Ana Lucia,
      Eu já fiz todos estes produtos a de base petroquímicos, e agora somente trabalho com produtos naturais e vegetais.
      Creio que fica difícil te ajudar, mas o ajuste de pH neste tipo de produto é muito fácil, vc pode teoricamente ajustar para qualquer valor de pH. Neste seu caso poderia usar o ácido citrico.

  46. ola boa noite senhor Roberto tenho algumas duvidas na produção artesanal do sabão, já trabalho com esse produto a + ou – 1 ano e meio e tenho uma pequena clientela na comunidade onde moro porem desejo melhorar + o produto que tenho como posso melhorar a qualidade do meu produto não tenho nenhum conhecimento na área da química vc poderia me ajudar?
    tenho dificuldade as vezes no processo, tem dias que tudo sai certo e tem dia que o sabão fica todo mole e tenho que levar no fogo para dar o ponto onde devo ta errando gostaria de um auxilio por favor de já agradeço a sua atenção e obrigado !

    • Fernando,
      Para poder te ajudar, preciso que vc me mostre a fórmula que está usado e um descritivo do seu processo, como vc faz o seu sabão. Se nao quiser deixar público, me mande por e-mail

      • minha maneira de produzir é a seguinte;

        6 kg de sebo
        1lt de óleo de soja
        1lt de soda liquida a 50%
        5lt de água
        1kg de barrilha leve
        corante e essência
        2lts de álcool

        modo de produção:

        coloco em um balde os 5lt de água + a soda e misturo por 10 minutos logo em seguida adiciono a barrilha e misturo novamente por 5 minutos depois coloco o álcool e o corante e misturo por + 5 minutos e deixo descansar por aproximadamente 5 horas.
        depois desse tempo coloco num balde o sebo a uma temperatura de aproximadamente 70 a 80 graus e adiciono o óleo de soja e misturo por cerca de 10 minutos para incorporar o óleo ao sebo logo após os 10 minutos adiciono a mistura do outro balde aos poucos e mexo por cerca de 25 minutos quando atinge o ponto e despejo nas formas de madeira, porém as vezes o sebo fica todo em cima quando esfria e tenho que cortar todo em pequenos pedaços e levar ao fogo para atingir o ponto ideal.

        pergunto ao senhor o que estou fazendo está coreto?
        pq fica uma camada esbranquiçada em cima do sabão depois de uns 25 dias?
        como faço para obter uma melhor produção e + qualidade no produto?
        o q acontece q ele só espuma se vc colocar ele em atrito com uma bucha e não espuma ao estar com a mão molhada e passar o sabão na mão como as outras marcas existentes no mercado por favor necessito de auxilio.
        de já agradeço sua atenção dispensada a minha solicitação uma boa tarde e aguardo com ansiedade as suas observações e que DEUS lhe abençoe a cada dia de sua existência! obrigado

        • Fernando,
          Este tipo de sabão que é um meio caminho para um sabão industrializado, não tenho experiência e não vou poder te ajudar de modo efetivo.
          Porém posso opinar em algumas coisas sobre a sua formulação.

          Para ter uma reação de saponificação com um sobreengorduramento (excesso de óleos) de 5%, para a quantidade de sebo e soja que vc está usando é necessário 942 gramas de soda grau puro (min.97%). Vc está usado somente 500g, mas mesmo usado o carbonato de sódio que aumenta a alcalinidade, falta álcali (soda) na sua fórmula. O carbonato de sódio (barrilha) deve estar nesta fórmula como um agente que neutraliza uma possível água dura no uso do sabão mas a quantidade de 1kg é excessiva. A falta de soda, isto é, o excesso de óleos no seu sabão traz como consequencia a falta de espuma no seu sabão, falta de poder de lavagem e provável falta de dureza

          Outra parâmetro que está fora do ideal, é a quantidade de água, tem muita água o seu sabão. Para as 942g ideais de soda é preciso 2200g de água para trabalhar com uma concentração de 30% de saoda. O seu sabão tem 6000g de água, o que é muito, isto é, sua conctração de soda é muito baixa, está com 8,3%, enquanto o ideal é 30%. Como consequência disso, pode ocorrer a separação do óelo, como vc tem constatado. E tb como areação é muito lenta e a evaporação da água tb, pode ocorrer esse pó branco na superficie que é a carbonatação, um efeito cosmético somente.

          Minha sugestão, aumente a soda, diminua a água e tb a barrilha

          • Boa noite senhor Akira, agradeço as orientações que me propôs irei testar e comento como foi o processo!
            porém fiquei encantado com o processo do sabão de coco de varias cores e de formas diferenciadas. como posso fazer tal produto?
            essa técnica pode ser utilizada no sabão de uso do dia dia?
            gostaria de saber se o senhor ministra oficinas de aprimoramento para a fabricação de sabão artesanal?
            de já agradeço pela sua atenção e uma ótima noite para o senhor e família que DEUS continue lhe dando as bênçãos para poder ajudar- nos com nossa busca pelo conhecimento.

            • Fernando,
              Ok, logo que fizer as experiências pode relata-las. Qdo ao sabão colorido, a técniéca o swirl, pode pesquisar na web que tem muito material, bem como videos de youtube

              • olá Roberto agradeço a atenção dispensada no meu caso.
                a minha grande dificuldade é de encontra os produtos para a fabricação pois eu moro em são Luís – MA e aqui a dificuldade de encontra produtos é muito grande e muito alto o custo,gostaria de poder comprar a um preço bem + baixo para poder ter um preço melhor de mercado.
                pois gostaria de saber se vc pode me indicar algum site para poder comprar tais produtos a um preço menor de já meu muito obrigado!
                tenho só uma pequena duvida qual o tipo de tintura + indicada para adicionar ao sabão ?
                e qual a melhor essência a que é a base de água ou a base de óleo?
                que vc tenha uma boa tarde e que DEUS te abençoe.

                • Fernando,
                  Sobre colorantes tem um post no blog, consulta lá.
                  No cold process as essencias normais não podem ser usadas, somente óleos essenciasi. Tem poquíssimas essencias que sao compatíveis com o cold process à venda no Brasi

              • ola Roberto fui tentar fazer o download dos cortadores vertical e horizontal e múltiplo e não tem as medidas técnicas gostaria de obtelas para estar confeccionando muito obrigado e boa tarde

                  • obrigado pelos esclarecimentos.
                    seu Roberto como posso esta confeccionando os cortadores vertical e múltiplo, vc poderia me encaminhar as medidas por favor?
                    gostaria de saber qual as quantidades corretas de cada produto utilizado na fabricação de 100 pedaços de sabão com óleo de cozinha reciclado por favor de já agradeço a sua atenção e o seu site é fantástico pois aguça o nosso desejo por descobrir cada vez + sobre a saboaria uma boa tarde e uma ótima noite!

                    • Fernando,
                      Nao tem uma medida fixas para estes cortadores, depende muito do tamanho das suas barras que está relacionado com o tamanho dos seus moldes e do tamanho do seu lote. Em função disso vc determina as medidas.
                      O fórmula do sabão de óleo usado está no texto do post. Confira lá.

  47. Olá, Roberto..Parabéns pelo seu site!
    Estou me empenhando em começar a fazer sabonetes artesanais, para consumo familiar e quem sabe depois, vender. Quero fazer um lote pequeno, apenas como teste. Aderi a sua sugestão( que vc deu pra outra pessoa em outro post ) de fazer o Sabonete Vegetal de Oliva – Floral e já fiz o download. Mas como sou iniciante, tenho algumas dúvidas:
    _ a quantidade em gramas da fórmula é para 24 sabonetes de 130g certo?
    _ outra dúvida, estou comprando os óleos essenciais nos sites indicados, e eles só vendem em ml. Então, na fórmula vc passou a quantidade em gramas, como faço essa conversão sendo que cada óleo tem uma densidade?
    _se mais pra frente eu quiser fazer as outras fórmulas, como eu faço pra calcular a quantidade de sabonetes, multiplico cada um dos óleos da fórmula pela quantidade de sabonetes desejados?
    Se estiver sendo confusa, me desculpe… como já disse, será meu 1° lote.
    Obrigada pela atenção,
    Natália Freire.

    • Natália,
      A quantidade que está na fórmula do download, é para uma barra de 130g de sabão.
      Para fazer a quantidade que vc quer, é só multiplicar proporcionalmente (regra de três).
      Todas as fórmulações são por peso (massa), vc vai precisar uma balança para fazer as pesagens. Todavia por efeito práticos pode considerar o peso específico dos óleos essenciais com 0,920 g/cm3.

      Qualquer dúvida, me contate.

  48. Olá, Roberto.

    Quero fazer sabone com sobras de óleo de cozinha usado, mas tenho medo de fazer e sobrar soda. Não acho nenhuma receita para este tipo de sobras de óleo. se Você tiver poderia me passar?

    • Marcelo,
      No blog tem um post sobre sabão com óleo usado onde usei um pouco de palma e de coco de babaçu para melhorar o desempenho do sabão. Veja no texto do blog e se tiver dificuldades de como calcular a quantidade de soda, veja na parte de Introdução como se calcula isso usando uma calculadora de sabão.

  49. Bom dia, tive um AVC ha uns cinco anos atras e perda parcial dos movimentos do lado direito e eu gostaria de lidar com MDF. Gostaria de receber moldes em papel pra eu cortar e pintar, se o sr. puder me ajudar ficarei grato, só me mandar o valor.

  50. ola roberto boa tarde as orientações que vc me repasou sobre o meu sabão foram exelentes e fiz um lote com as adequações sugeridas e ficou otimo!
    eu cada vez que acesso seu site disperto mais interese pela sabhoaria e gostaria de saber se vc pode ser meu mentor nessa atividade ficaria lesongiado pela suas orientações.
    me tire uma duvida a formula que eu lhe enviei do sabão que faço na sua analis e ela é equlibrada?
    o que vc acha que precisa para ela equilibrar e ficar melhor.
    de já agrdeço a sua atenção em compartilhar com todos nos o seu conhecimento e sua experiencia.
    uma otima tarde e fique com DEUS !

    • Fernando,
      Tem um grande demanda por cortadores e eu resolvi redesenhar dois modelos e fazer para vender. Aguarde em breve a disponibilização de dois modelos de cortadores para atender as necessidades profissionais

      • ola Roberto boa tarde tenho obtido bons resultados com as mudanças que vc me repassou no meu sabão ele agora espuma mais e esta mais macio obrigado pelas orientações !
        Roberto estou interessado em fazer os sabonetes que vc confecciona porem tenho muitas duvidas pode me ajudar?
        os óleos que encontro aqui no mercado são os seguintes:

        Babaçu,canola,gira sol,dendê e algodão como posso estar confeccionando sabonete com esses óleos e de forma que fiquem equilibrados vc pode me orientar?
        a calculadora do sabão ela é toda em inglês mesmo não tem uma versão em português ?
        de já desejo uma ótima tarde e que DEUS te abençoe cada vez mais.

        • Tem uma calculadora em português que é da Mendrulandia, da Espanha, uma calculadora boa, muita gente usa:
          http://calc.mendrulandia.net/?lg=br

          Com esses óleos que vc citou dá para fazer sabões excelentes, só está faltando o óleo de palma que é o dende refinado. Poderia usar o dende mas o inconveniente é que o sabao vai sair sempre de cor amarelada devido à cor típica do dende.

          Aprendendo a usar a calculadora, é só entar com esses óleos e terá a quantidade de soda necessária.

          Poderia começar com esta mistura de óleos:
          canola/babaçú/dende ou palma = 50/30/20 ou 40/30/30

          • bom dia robrto posso substituir o óleo de palma por qual outro óleo?
            temho também disponivel o óleo de mamona
            a minha duvida fica só por conta dos óleos essências e dos corantes apropiados onde adquirilos?

  51. Bom dia

    estou querendo come;ar a fazer sabonetes artesanais mas tenho muitas duvidas olhando o seu blog verifiquei que ha uma tabela base posso segui-la ?e caso queira fazer com outros tipos de oleos posso mudar somente os oleos essenciais

    Obrigada

    • Edinéia,

      Que tabela que vc se refere?
      Se mudar os óleos vai mudar o sabao e precisa recalcular a quantidade de soda. Os óleos essenciais somente dão o aroma ao sabão

  52. Boa Tarde, Sr. Akira.
    Gostaria de saber se ministras cursos de saboaria artesanal.
    Tenho interesse na saboaria artesanal, mas minha cidade é bem deficiente no assunto.
    Gostaria de um curso onde seja possível colocar a “mão na massa” mesmo.
    Tenho interesse em adquirir alguns de seus cortadores, seria possível me avisar quando estiverem disponíveis para venda?

    Saúde e sucesso.

    • Mario,
      Não dou curso, meu curso é o meu blog, está tudo ía. Estou pensando em montar um curso, em breve vou ter isso, presencial e/ou on-line.
      Qdo tiver os cortadores ok, lhe aviso.
      Obrigado

  53. ola roberto me diga uma coisa o sasbão de óleo de cozinha reciclado posso subistituir o óle de palma e o de palmiste por quais outros óleos para obter os mesmos resultados que vc obteve?e me diga o site para poder adquirir os corantes e as fragancias obrigado aguardo a sua resposta

  54. Olá, Sr. Akira
    Gostaria de cumprimentá-lo pelo maravilhoso site e pelos generosos ensinamentos.
    Tenho uma dúvida e talvez o sr. possa respondê-la. Porque os sabões em pó todos dizem tirar manchas e deixar as roupas impecáveis sem no entanto cumprir o que prometem? Até o momento o único que considero ser melhor é o “omo progress” mesmo assim não faz nenhum milagre pois se a roupa estiver realmente suja tem-se que deixá-la de molho por dias a fio e depois ainda esfregar para conseguir um bom resultado. O melhor resultado que consigo é com o sabão que minha mãe faz com óleo de cozinha. Mas ainda assim é preciso força mecânica ou seja pegar peça por peça, passar o sabão na parte mais suja, esfregar, deixar de molho e esfregar novamente. O sr. tem alguma dica para minorar esse meu sofrimento (e de todas as donas de casa)? E mais: qual é o diferencial do tal “omo progress” que até o momento julgo ser o melhor dos sabões em pó. Outra pergunta: ainda não tentei os sabões liquidos pois acho que desperdiça mais e não vão limpar nada. São realmente bons? Valem o preço (exorbitante)? Muito grata.

    • Maria Helena,
      Obrigado!
      A industria trabalha por custo de um lado e lucratividade de outro. É possível fazer um produto mais eficaz mas isso sempre incorre em aumento dos custos pois o aumento da quantidades dos princípios ativos oneram o produto e corroem a lucratividade.

      Não existe milagres, a força mecânica sempre será exigida para uma limpeza eficaz, quer seja manualmente ou através de máquinas (máquina de lavar). É claro que um produto mais eficaz sempre ajuda minimizando o esforço.

      O sabão líquido é um tendência mundial para substituir o sabão em pedra. Tb neste caso, um sabao líquido bem formulado e mais “concentrado” é bem mais eficaz. É muito fácil aumentar o lucro aumentando a quantidade de água no sabão líquido.

      A saboaria artesanal permite que vc faça produtos que tenham uma performance bem melhor porque a sua preocupação não é economizar nos custos mas sim fazer um produto melhor. Tecnicamente no escopo do artesanato é possível fazer todos este produtos que a industria faz, sem recorrer aos petroquímicos, somente baseados em produtos naturais e vegetais.

  55. Bom dia Roberto ! Há algum tempo estou pensando em fazer o sabão para barbear e pela sua experiência e imagens, fico imaginando essa receita maravilhosa no dia a dia do barbear. Estou muito curioso pra fazer. Gostaria de perguntar onde você compra a matéria prima para produção do sabão de barbear, sei que é o objetivo do site esse tipo de divulgação, pois você fornece uma informação livre para o crescimento pessoal das pessoas, permitindo que sejamos mais livres e possamos aprender a fazer e experimentarmos. Dessa forma, será que você poderia entrar em contato comigo por email, estou com uma certa dificuldade na obtenção das matérias primas. Muito obrigado ! Grande abraço. Henrique

  56. Boa Noite Sr. Roberto Akira, li o post “Molde de Silicone Desenho e construção do molde de silicone”, e gostaria de saber se o Sr. vende este molde pronto. Gostaria de comprá-lo. Aguardo sua resposta.

  57. Bom dia Roberto,
    Que você esteja em paz é o que desejo. Estou de volta com mais dúvidas:
    – Quando comecei fazer sabonetes, fiz as formas de MDF, para ver se daria certo. Graças a Deus está dando certo. Estou fazendo uma média de 1000 por mês, com meta para dobrar a produção.
    Como uso muito, as formas estão ficando ruins de trabalhar, estou pensando em fazer de borracha de silicone. Encontrei na Internet uma empresa de São Paulo que faz.
    Pensei então faze formas ovais, com 6,5 x 2,5 cm, já com a logomarca. Isso acabaria também com o problema do corte, que para mim está difícil de resolver. Pensei de início fazer 25 formas com 02 cavidades. Posteriormente faria mais 50
    Gostaria de ter sua opinião se esta opção é boa ou se é melhor fazer a barra e depois cortar.
    A 1ª opção é mais cara, mas penso no custo benefício, eu nunca trabalhei com formas pequenas, não sei se agilizaria meu trabalho ou não.
    Agradeço muito pela sua atenção e disponibilidade para nos atender.
    Fique com Deus.
    Atenciosamente,
    Ana Lúcia

    • Ana Lucia,
      Parabens pelos 1000 sabonetes/mês!! Que legal isso!
      Se você quer ou vai aumentar a sua produção, os molde individuais de silicone penso que nao seriam a melhor opção. Eu nunca ví nenhuma saboaria de porte lá de fora, usando moldes individuais de silicone. A maioria aumenta o tamanho e o formato dos moldes. Não sei o tamanho do molde que vc usa atualmente, mas qualquer molde convencional para fazer mais barras por lote, vai precisar de um cortador para cortar os blocos em barras que vão gerar as barras individuais (loaf ou logs). Eu costumo usar tres tamanhos de molde, um para 12 barras, outro para 24 barras e o maior, para 36 barras. O de 24 e 36 barras precisam de um cortador para dividir o bloco em logs.
      Devido a grande procura de pessoas que querem cortadores, estou redesenhando os cortadores e em breve vou ter dois cortadores para uso profissional, se tiver interesse, aguarde.

  58. Ola Roberto gostei muito do seu trabalho, incrível o site!!!!!!gostaria de saber se vc ministra cursos, ou pode indicar alguém , nunca fiz sabonetes mas me apaixonei pela ideia de ter um sabonete mais natural e com propriedades terapêuticas! gostaria muito de começar minha produção vi as formulas mas por não ter contato com nada disso fico meio perdida por isso gostaria de fazer um curso.Agradeço sua atenção desde já!!

    • Elvira,
      No momento não estou ministrando cursos. Se estiver em SP, recomendo o curso com a melhor e mais experiente saboeira do Brasil, a Beth Bacchini dona da Santo Sabão. Como se aproxima as festas de final do ano, nao sei se no momento ela já nao parou o curso dela, entre em contato.
      Muitos estudam o blog e fazem as primeiras tentaivas e se dão bem. Qdo tem dúvidas me contatam. A saboaria artesanal não é uma atividade difícil, tem muito mitos envolvidos mas na essencia é simples, um estudo dos principios básicos é suficiente

  59. Boa tarde Sr. Akira.

    Gostaria de agradece-lo novamente pela gentileza em me mandar as medidas da forma de silicone para eu fazer as barras de glicerina, não sei se o senhor se recorda de mim, a forma ficou ótima.
    Estava vendo suas publicações novamente e me chamou a atenção os sabões de óleo usado, fiquei curiosa em saber como se faz, o senhor poderia me mandar a receita e o modo de fazer?
    Isso é, se não for incômodo para o senhor.
    Muito obrigada.
    Eliane

  60. Bom dia Sr. Akira.Por acaso encontrei seu site e achei o máximo.Minha historia é um pouco triste,mais sobrevivi com a ajuda de Deus.Levei um golpe de um sócio e agora estou com uma empresa individada e parada,tenho todas as maquinas para industrialização de cosmeticos e nenhum capital.Estou tentando recomeçar com sabonetes artesanais,parece um sonho distante,mais eu acredito que vou ter um final feliz,eu acredito no meu sonho e vendo seu site fiquei muito feliz.Estou pensando em fazer o sabão de oleo usado,o Sr. pode me passar a receita no meu imail?Obrigada.Tainan.Goiania.

  61. Querido Roberto, sou super adepta em fazer meus produtos para consumo próprio e procuro os naturais, sem aditivos nocivos ao meio ambiente e a pele. Tomei conhecimento do seu blog e segui religiosamente a sua receita do cold process! No entanto, como eu tinha umas essências aqui, quis aproveitar e …vc nao imagina….desandou tudo! Ficou parecendo doce de ambrosia, sabe. Agora esta lá, todo duro e nao sei o que fazer…tem jeito ou jogo tudo fora?! rsrsrs…to com vontade de chorar, te juro! Obrigada se puder responder…abraços. Selma

    • Selma,
      As essencias em sua grande maioria, tem álcool na sua composição, e esse álcool é incompatível com o cold process, ele acelera a emulsificação, um problema chamado seizing. Esse defeito só compromete o manuseio da massa de sabao, se tudo estiver ok, o sabao serve perfeitamente para o uso.
      Se nao quiser usar assim, o que pode fazer é o rebatch, que é o reaproveitamento. Vc rala esse sabao, adiciona numa panela coom banho-maria e vai aquecer até fundir e virar uma massa homogênea, pode colocar um pouco de água para ajudar. Qdo a massa estiver bem misturada, vc pode adicionar essencias (esse mesmo que provocou o problema) e/ou colorantes. Depois é só verter no molde nivelando a massa.

  62. Olá, Roberto. Creio que choverei no molhado, porque já são muitos os comentários elogiosos dos visitantes; mas quero dizer que estou impressionada com a sua generosidade em compartilhar conhecimento com tamanho cuidado, organização e esmero. Eu descobri o blog há pouco mais de uma semana, e sinto como se tivesse feito um curso intensivo em saboaria artesanal. Ainda não sei se me aventurarei nessa arte, mas certamente me sinto estimulada. Muito obrigada!

  63. Boa noite Roberto,

    Mais uma vez venho até você, que generosamente auxlia a nós, iniicantes na arte da saboaria.
    Hoje estava fazendo um sabonete líquido e fiquei com algumas dúvidas: Eu coloquei a base, a água deionizada, o extrato, o anfótero. Até aqui tudo bem, consistência ótima. Aí coloquei a essência e tudo desandou. Depois coloquei o corante e o lauril, mas fucou muito ralo. Então coloquei mais anfótero, até dar uma consistência que achei a ideal. A minha preocupação é se o anfótero a mais pode causar algum propblema, outra é que gosataria muito de saber o que que aconteceu. Com o corante tem alguma reação que faz ficar sem consitência?
    Agradeço mais uma vez por sua atenção.
    Já ia esquecendo, você já está vendendo o cortador? Eu estou na fila de espera, não esqueça.
    Fique com Deus.
    Ana Lúcia

    • Ana Lucia,
      Um pouco de excesso de anfótero (cocoamidopropilbetaina – tensoativo, espumante) não traz problema ao sabão líquido.
      O corante bem como a essencia tem que ser à base de água para ser usado nestes produtos. Pode ser isso o problema que aconteceu.

  64. Boa Noite Roberto
    NO mês de Dezembro estarei em Paris por 8 dias (por trabalho) e queria saber se vc tem alguns endereços que possam valer a pena visitar. (26/12 ate 04/01/2014)
    Exemplo de venda de sabonetes e/ou acessórios para Cold, lugares que tenham a ver com o nosso trabalho. Ou me indicar alguém do grupo que possa saber disso.
    Obrigado pela atenção
    abs
    ricardo

    • Ricardo,
      Tenho pouquíssimo contato na França devido nada saber da lingua francesa, que dificulta a comunição e o frances tambéé muito reticente no inglês.
      Sinto nao pode lhe ajudar. Que época boa para uma viagem dessas, desejo uma ótima estada!

  65. Olá Roberto, Parabéns pelo site! Extremamente informativo e muito claro! gostaria de saber se pode me enviar o desenho do cortador individual? vou pedir para o meu marido ou pai construirem um para mim! :) Muito Obrigada!

  66. Olá, boa tarde
    Primeiro quero parabenizá-lo pelo site e pela generosidade em dividir seu conhecimento.
    Em algum comentário li que você venderia os cortadores múltiplos, já decidiu? e se decidiu qual o valor?
    Agradeço e aguardo,

    • Carmen Borges< Obrigado! Sim, redesenhei o cortador multiplo e estou com um protótipo já pronto e no inicio do ano passo a fazer para vendas. Solicito a gentileza de aguardar, até lá terei o preço definido.

  67. Bom dia Prof. Akira!!!
    Parabéns por sua iniciativa, generosidade e desprendimento em repassar seu conhecimento. Com certeza vc ajudou muitas pessoas a ter uma nova oportunidade de sustento para suas famílias com que vc faz aqui neste espaço. Professor também tenho interesse em comprar seu cortador e caso venha a ministrar aulas gostaria de ser seu aluno.
    Professor Akira outro dia comprei um sabonete liquido vegetal, a qual gostei muito, feito pelo método HOT PROCESS com Oleo de coco Babaçu, Soja e Girassol, com extrato de barbatimão, sacarose e água. Gostaria de elaborar um sabonete similar pra uso próprio, secativo feridas, através de sua fórmula p/ sabonete liquido, assim qual seria a proporção ideal destes óleos, e se poderia substituir o Óleo de Soja pelo de Azeite…..obrigado um final de ano com muita Luz, Paz e Saúde pra você

    • Silvio,
      Pode usar a fórmula que está no tutorial do sabão liquido, que tem oliva/palmiste/mamona – 75/25/5. Pode substituir o palmiste por babaçu e o mamona é opcional.

      • Professor muito obrigado pela dica, vou tentar fazer o sabão liquido conforme sua orientação. Depois lhe informo o resultado……..um grande abraço…..Silvio (Botucatu-SP)

    • Clemilton,
      A fórmula do sabao usado é muito simples – para calcular a quantidade de soda é só pegar a quantidade de óleo usado (soja, canola, girassol, etc) e multiplicar por 0,136 (indice de saponificação destes óleos em g de NaOH/g de óleo). Para calcular a quantidade de água é assim:
      quantidade de água = (quantidade de soda – (0,32xquantidade de soda))/0,32, o 0,32 é porque costuma trabalhar com uma concentração de soda de 32%>

      Exemplo:para 1000g de óleo usado:
      soda = 1000×0,136 = 136 g
      água = (136 – (0,32×136))/0,32 = 289g

  68. Boa tarde Sr Roberto

    Estava procurando sites sobre sabão e sabonetes artesanais, e acabei encontrado o seu site, estou encantada com tanta informação.
    Parabéns!!!
    E e minha filha que é biologa, estávamos pensando em começar um negocio e nunca vi tanta informação quimica!
    Gostaria que o Sr me adicionasse no facebook, já solicitei a adesão.
    Gostaria de entrar em contato, para maiores informações sobre os cortadores.

    Agradeço antecipadamente a resposta. Mas preferia que fosse por email.

    GRata

    Sylvia Oliveira

  69. Prezado Sr. Akira, Seu site é show de bola! Tudo aqui é de qualidade: imagens, descrição do processo, os resultados então… parabéns!! O contato é também para solicitar informação sobre sua super cortadora de sabão. Já está sendo comercializada? Me interesso, e aguardo seu retorno pelo email, se for possível.
    Grata.

  70. Em 2013 iniciei com a minha filha a produção de sabonetes glicerinados e foi ótimo para ela. Continuei a pesquisar e encontrei sua pagina e ao ler sobre o Cold Process fiquei encantada e morrendo de vontade de experimentar. Vou me estruturar e começar em 2014. Estou interessada em comprar o seu cortador assim que possível. Parabéns pelo capricho, beleza e riqieza de informações.

  71. Sr. Roberto,
    Meu nome é Sandra, sou do Espírito Santo e adorei o seu site, muito legal o sr. compartilhar seus conhecimentos, sou bibliotecária e sei a importância de dividir o que sabemos… Gostaria de lhe pedir por favor, se pode me enviar por e-mail (sandratecaria@yahoo.com.br), a receita do sabão de óleo que você fala em seu blog. Por acaso minha sogra faz um sabão de óleo usado que ela diz ser “sabão de álcool”, ela meio que tem a receita de cor e nunca perguntei para ela nada sobre quantidades, enfim… Gostaria de saber se o que o senhor faz não é mais “correto” do ponto de vista do uso da soda, que sei ser muito perigosa…. Enfim… Gostaria de conversar muito com o senhor, mas aqui temos de ser breves não é mesmo?! Obrigada pela atenção! Abraços e fique com Deus! Sandra

  72. Sr. Roberto, continuo olhando seu site e achando tudo maravilhoso…. Mas sou bibliotecária, tenho de puxar a sardinha para o meu lado…. rs. O sr. nunca pensou em publicar um livro com estas informações todas? Eu gosto de internet e de computador, mas acho que o livro ainda é tudo de bom….
    Com o livro, nós poderíamos consultar, folhear, ir, vir… Colocar na mesa. Se o senhor um dia mudar de ideia, me escreva. Adoraria comprar o livro com estas informações… Sei que sua intenção não é ganhar dinheiro, mas o livro poderia agregar valor e colaborar na continuidade do seu maravilhoso trabalho.
    Abraços!
    Sandra

    • Sandra,
      Realmente, tenho e leio centenas de publicações digitalizadas mas a sensacão de pegar um livro, folhear, senti o cheiro do livro, nada substitui isso. Nada substitui a praticidade do livro, da consulta rápida sem precisar de nenhuma parafernália eletronica, a disponibilidade, a portabilidade, enfim, eu adoro um livro e nao abro mão disso, as obras mais inportantes eu imprimo e encaderno.

      Tenho pensado sobre isso sim, muitas pessoas me incentivam, vamos ver…..
      Muio obrigado

  73. Roberto boa tarde. Espero não incomodá-lo. Consultei uma de suas receitas de sabonete e notei o “Trace L. M. G.” e não entendo o que você quer dizer. Você pode limpar a minha dúvida. Perdoem-me Português. Saudações e muito obrigado.

    Sergio (dede México)

  74. Olá Sr. Roberto,

    Fiquei interessada no cortador múltiplo para sabonete. Percebi em alguns comentários antigos que o Sr. não vende e não faz a máquina. Será que mudou de ideia em 2014?

    Gostaria de entrar em contato para explicar o que gostaria.

    Obrigada,

    Mariana

    • Mariana,
      Estou tentando fazer estes cortadores para vender, está difici, mas já tenho um protótipo e no inicio será um tamanho padrão e nao será possivel customizar. De qualquer modo, por favor, me mande pelo e-mail o que vc precisa

  75. prezado Akira, boa noite.
    sou admirador do seu trabalho faz muito tempo. somos extratores de óleo de coco a frio (azeite virgem) e temos muito interesse em produzir saponificados a partir desse azeite: espuma de barbear, sabonete, etc. também extraímos extrato de aroeira e queremos produzir saponificados de coco com aroeira. como você poderia nos ajudar?
    grato, Eugênio

    • Rebeca,
      Os cortadores em brve disponibilizarei para a venda. Os moldes é muito simples qualquer marceneiro pode fazer, os desenhos estao disponiveis para download.

  76. Olá roberto tudo bem? Estava fazendo algumas pesquisas com minha irmã e minha mãe e encontramos seu site já vi todos os seus processos na produção de sabão, minha mãe fabrica somente para uso próprio, e agora estamos começando um pequeno negocio. Moramos em uma cidade próxima a Belém- Pá chamada Castanhal e aqui é bem difícil encontrar alguns produtos necessários para fabricar sabão ( essências, corantes) Preciso muito tirar algumas duvidas e saber onde eu consigo encontrar essa maquina de cortar sabão.

    • Jacqueline
      Uma satisfação poder ajudar vcs aí!
      Tem um pagina de introdução, uma relação de fornecedores, mas infelizmente na sua regiao é muito difícil, vc teria que comprar e pagar o frete.
      Os cortadores, pretendo em breve disponibilizar para a venda.
      Qualquer dúvida, me contate!Boa sorte!

      • Olá roberto Obrigado, assim que você disponibilizar os cortadores irei comprar; e sobre os fornecedores tenho interesse em saber como entro em contato? Vou ver de quanto fica o frete aqui pra minha região.

  77. Senhores

    Fazemos parte de uma entidade Associação dos Estudantes em nosso município ” Condado – PE” , e estamos implantando um “Projeto Sabão Ecológico” onde confeccionaremos sabão a partir de Óleo de Cozinha usado, a ideia surgiu pela grande quantidade de óleo sendo jogada no meio ambiente nesse caso queremos retirar o máximo possível esse material do meio ambiente. Estamos entrando em contato pois estamos terminando o projeto e precisamos de um orçamento em relação aos equipamentos que precisamos, pois contaremos com o apoio das ONG’S dos órgãos Governamentais e do comercio em geral em nosso município. queremos com isso fazer uma mobilização em nossa cidade para arrecadação do óleo de cozinha usado já que o mesmo é matéria prima para nosso material!
    Aguardamos retorno

    Grato
    Leandro Gomes
    (81) 9689 0870 / 8328 3410

    • Leandro,
      Ótima iniciativa, parabéns!
      Eu nao vendo equipamentos e nem produtos, o que faço é partilhar o que eu sei fazer. Tem alguns desenhos que vc pode baixar na página de downloads de moldes e cortadores. Talvez lhe sirva.

  78. boa tarde, akira!
    obrigado por seu comentário. gostaria que o nobre mestre formulasse o sabonete sf 20% (tal qual aquele comentário que voce postou do instituto americano) de aroeira com coco e um puro coco. como fazer o creme de barbear com essas matérias primas?
    forte abraço,
    eugenio pamplona

    • Eugenio,
      O meu objetivo é ensinar como fazer a saboaria artesanal e portanto em contrapartida as pessoas precisam estar dispostas a aprender.
      Para isso é fundamental ler, estudar, analisar, o que constitui a proceso de aprendizagem. Não adianta eu formular um sabao para vc, vc tem que tentar fazer isso.

  79. Boa tarde Sr.Akira, estou cada vez mais impressionado com a sua capacidade de transmitir o conhecimento sobre o assunto. Tato nos detalhes técnicos como na habilidade manual em confeccionar os equipamentos.
    Porém, o objetivo do meu contato e para quanto você cobra para assinar um receita feita de glicerina ? Eu vendo sabonetes com o apelo de não conter nenhum produto químico, embalam biodegradável e 100% reciclada. A sabonete não tem quase nenhum produto, porém acredito que um químico assinando daria mais respeito ao produto. Fico no aguardo e muito obrigado

    • Marcelo,
      Eu nao faço este tipo de serviço de ser responsável químico por um produto ou atividade de saboaria.
      E também para ter um responsável, primeiro vc precisa estar regulamentado, isto é, ter a aprovação das suas instalações de produção e ter o produtos registrados.

  80. ola roberto akira-tudo bem?
    o assunto seria o seguinte: ganhei de um amigo um sabao castilha, achei muito bom mesmo, porem nunca pensei que um sabonetepudesse custar tao caro, fora taxas de frete. li a varios posts na internet e a sua explicaçao e embasamento cientifico me conveceu. gostaria de saber se seria possivel fazer este sabao em caso mesmo, nunca produzi nenhum tipo este seria o primeiro mesmo. o azeite de olivo poderia ser o de uso cosmetivel extra virgem cosmetivel? o sr poderia dispor da receita se possivel, dentre varias que eu li a mais original seria:
    -oleo de oliva
    -soda caustica
    -agua destilada
    existe a necessidade de algum equipamento especial? pois seria para uso caseiro mesmo, meu proposito.
    alguma dika em especial?
    aguardo retorno. sem duvida um blog muito bom.muito obrigado. marcelo

    • Marcelo,
      Que sabão de castilha é esse que vc ganhou? Normalmente o genuino sabão denominado castilha é um sabão 100% de óleo de oliva. Esse sabao para ter todo potencial de benefícios, precisa ficar 6 meses secando e mesmo assim será um sabão com pouca espuma, limpa pouco, fica mole, costumamps dizer que “baba”. Para contornar estes problemas costuma-se adicionar um pouco de óleo de coco, 20% é a medida.

      Se nunca fez um sabão, recomendo que vc estudem bem o processo e entenda o básico da teoria do sabão.

      • o sabao ´´e castille soap americano. 100 por cento olive oil.
        ´´e isso tudo que o sr. disse babento, rançoso, mas me foi
        muito util a meus problemas de pele. dae omeu interesse por ele. por certo leverei a respeito do assunto, nao haveria problemas com relaçao ao tempo de espera de cura do soap.
        mas agradeço pelo start inicial, e assim que tiver interado do assunto irei fazr sim e mandarei noticias. muito obrigado pelo retorno.

  81. Boa tarde Sr. Roberto!!
    Tenho lido seu blog e fico muito satisfeita!! :) Muito bem explicado e compreensível! (as vezes eu é que sou meio burrinha, mas depois leio outra vez e tudo se resolve, hehehe)
    Estou a querer fazer sabão de coco caseiro, para consumo próprio. Mas em Portugal está dificil encontrar ingredientes, nomeadamente a parte do coco, para fazer um sabão de qualidade.
    Encontrei entretanto uma receita que me pareceu bem, e já estava pronta para investir nela quando mais uma vez a cuscar o seu blog leio com mais atenção sobre a concentração de soda caústica.
    Pode me ajudar?
    Como não quero invadir aqui o seu espaço, não vou publicar a receita sem prévia autorização. Procurei um e-mail para falar directamente consigo, mas também não o encontrei.
    Desde já agradeço a atenção!
    Com os melhores cumprimentos,
    Camila

  82. Olá Sr Roberto,

    Escrevi anteriormente pedindo um email de contato, gostaria de um cortador multiplo de tamanho personalizado e gostaria de conversar as possibilidades de execução. Obrigada,

    Mariana

  83. Bom dia Sr. Roberto,

    fiquei muito feliz em encontrar o seu blog/Site….ando pesquisando sobre sabões naturais na internet…estou muito curiosa e fascinada com esse tema.
    O Sr. poderia por gentileza me explicar qual a diferença entre o “cold process” e o “hot process”…e poderia me aconselhar qual seria o melhor entre eles?
    Sei que o Sr. recebe bastante E-mails e perguntas….eu me contenho com uma breve e curta resposta….porque até agora não consegui descobrir essa diferença.
    Grata.
    Iara

    • Iara,
      O cold process é o pocesso a frio de se fazer sabao artesanal. O hot process é o processo a quente.
      No cold vc pode trabalhar desde a temperatura ambiente ate mais ou menos 40 graus e a reação que dá origem ao sabão, a saponificação, acontece na temperatura ambiente (veja o tutorial no blog). No hot o modo mais comum é usar um banho maria para processar sabão.

      Para iniciar o melhor é fazer o cold process, é mais simples e fácil.

  84. Olá Roberto,

    Incrível seu site. Realmente inspirador.
    Gostaria de saber se você hoje em dia vende os moldes e cortadores de barras.
    Caso sim, tenho interesse em saber mais.
    Grata
    Milena

  85. Sabemos que o sabão natural é melhor, que hidrata e trata a pele, de acordo com seus ingredientes. Sou nova na fabricação de sabão e agora que comecei a vender um ou outro, fui questionada sobre a alta alcalinidade do sabão artesanal e fiquei um pouco nervosa, sem saber bem explicar as vantagens do sabão natural. Você pode me indicar alguma boa fonte que esclareça as diferenças entre os dois?

    • Junia,
      Tem um post no grupo saboaria que anexou um trabalho feito de medidas de pH, foi postado se nao me engano em agosto do ano passado e veio a tona novamente agora.
      Comentei esse post, que transcrevo aqui, mas seria interessante vc ler o post e o documento:

      Roberto Akira Sugai Apesar deste artigo ter sido publicado no Anais Brasileiros de Dermatologia, este é o típico trabalho que podemos chamar de pseudo-científico. É um trabalho somente de medição de pH de uma amostra grande de sabonetes que se encontram à venda no mercado. Infelizmente mede se o pH, apresenta os resultados, mas nada descreve ou discuti sobre a composição química dos sabonetes analisados.
      Também uma coisa estranha é usar água potável e com pH 5.2, que é significativamente ácido. O normal seria o uso de água destilada. E outra, é não especificar em que quantidade de água é misturada 1 g de sabão para fazer as medições de pH.

      Pois bem, os sabonetes em barras, todos industrializados, como não poderiam deixar de ser, são todos alcalinos na faixa de 9 a 10 de pH, nada muito diferente dos sabonetes em barras por cold ou hot process do artesanal.O Dove é a excessão conhecida, é um sabão híbrido (tem um no trabalho que tem pH 6,5, que desconhece o porque).

      Já nos sabonetes líquidos analisados sucinta uma dúvida, e aqui acho que há uma falha no trabalho, ao não analisar ou descrever, mesmo que superficialmente, a composição dos sabonetes analisados.Os que tem um pouco de conhecimento de saboaria sabe que somente é possível ajustar o pH para a faixa de neutro ou ácido, se eles forem feitos de derivados petroqímicos.Os sabonetes líquidos analisados são todos eles de derivados petroquímicos, onde é relativamnete fácil ajustar para o pH neutro e na faixa do ácido já é não tão fácil porque derruba a viscosidade, mesmo com a adição de sal (cloreto de sódio).
      Pega o caso do Cetaphil, uma marca internacional, a composição é:
      Aqua, sodium trideceth sulphate, butyrospermum parkii butter, helianthus annuus seed oil, glycerin, sodium lauroamphoacetate, cocamide mea, sodium chloride, allantoin, arginine, caprylyl glycol, citric acid, disodium EDTA, guar hydroxypropyltrimonium chloride, 1,2-hexanediol, methylisothiazolinone, niacinamide, potassium sorbate, sodium PCA, tocopheryl acetate.

      No caso dos sabonetes líquidos artesanais, feitos com hidróxido de potássio, o pH sempre será alcalino na faixa dos 9 a 10, igual ao de barra feitos com hidróxido de sódio. Isso é da natureza do cristal de sabão. Como há uma etapa de neutralização qdo se faz o sabonete líquido, as pessoas pensam que podem ajustar o pH para valores baixos, mas isso é um engano. A neutralização pode existir porque no sabonete líquido a recomendação é que se faça com SE de zero ou um pouco negativo para evitar o turvamento. Então, a verdade é que vc está neutralizando um possível excesso de KOH que vai trazer o pH de >10 para os 9. Se insistir em baixar mais do que os 9, tem o risco de desandar completamente o sabão líquido.

  86. BOA TARDE SR. AKIRA.
    ME CHAMO ALAN KARDEC E GOSTARIA DE INICIAR NO RAMO DE SABONETES ARTESANAIS, PEÇO A FINESA DE UMA ORIENTAÇÃO SOBRE QUE MATERIAIS DEVEREI OBTER E MAQUINÁRIOS. POSSUO UM ORÇAMENTO MODESTO E QUERO MUITO ADERIR AO RAMO..!
    GRATO, AGUARDO UMA ORIENTAÇÃO

    • Alan,
      Não é assim! Precisa fazer um plano de negócios com todos os detalhes do que vc quer fazer. Com isso feito, é possível dimensionar que vc vai precisar!

  87. Oi, Roberto.

    Esta é a terceira vez que me dirijo a você. Correndo o risco de ser repetitivo, mais uma vez parabenizo-o e te agradeço pelos bons ensinamentos que adquiri através do teu site. Não só os técnicos, mas principalmente o teu belo exemplo de despojamento terreno ao repassar tuas informações adquiridas ao longo de seus anos.
    Bem, aproveito também para te perguntar sobre a comercialização dos cortadores que li em uma das tuas postagens. Os moldes e as caixas já fiz.
    Mais uma vez, obrigado.
    Grande abraço e fique em paz.

    Chico Thives

  88. Oi Roberto, qual a quantidade de barrilha leve e carbonato de cálcio que vai na receita de sabão em barra ? Estou interessado em fabricar sabão artesanal. Seu site ficou muito bom.

  89. boa noite Roberto,
    Achei seu site muito caprichado e com detalhes interessantes. Poderia explicar melhor o que quer dizer com “sabonete com glicerina não é saboaria e sim artesanato”? É que não entendo nada do assunto .
    Quando estive na Provance fiquei encantada com os sabontes artesanais, com aromas muitos naturais que lembram de fato as plantas . nada a ver com muitas coisa que vemos por aqui e fiquei pensando em como deve ser feito.
    Uma época fiz com glicerina para “brincar”, com essencias e essas coisas. No entanto agora estou me interessando pelo assunto novamente porque estou começando uma produçào de azeite de oliva em MG e tenho por ex algum azeite que restou e que gostaria de usar para esse fim. Será que vc poderia fazer a gentileza de me dar uma receita (fórmula), pq que não compreendi as tabelas e queria tentar fazer sabonetes os mais naturais possíveis e usando matéria primas de qualidade. Talvez eu esteja te perguntando coisas que estão no site , se assim for, desculpe a inexperiência.
    Grata,
    silvia Marques

    • Silvia,
      Sabonete de base glicerina, que os americanos chamam de “melt and pour”, literalmente, fundir e derramar no molde, é um artesanato em sabão.
      ãNo envolve nenhuma rção química, é meramente uma transformação física (fundir), ao contrário da saboaria artesanal que é uma síntese química, que a partir das matéria primas elementares se produz o sabão.

      Excelente isso de produção de azeite em terras brasilis! Que interessante!
      Sim, o azeite que vc não comercializa ou mesmo a borra pode dar excelente sabão.
      Veja a fórmula do sabão 100% ou 72% azeite de oliva e qualquer dúvida voltamos a falar. Se quer mesmo fazer algo mais sério, recomendo que vc estude o básico da saboaria, que é o material que está no blog.

  90. Olá Roberto, bom dia! Ontem à tardinha descobri o seu site, não preciso nem dizer que amei! Na semana passada comecei a pensar em produzir sabonetes, comecei a me interessar pelos perfumes, cores e tudo mais. De sábado pra cá, comecei a pesquisar mais a fundo, pois queria um produto diferente, queria além do bonito, o bem-estar. Foi aí que descobri o mundo da saboaria e comecei a viajar nesse universo e me apaixonei. Sou designer, moro hoje em Jundiaí, gostaria de pedir ajuda e por onde começar, se puder me dar umas dicas de onde comprar o material em SP ou Campinas, se tenho que fazer um curso específico, ou se pela internet mesmo com informações eu consigo produzir um produto natural e com qualidade, vale dizer que sou autodidata, então se precisar fazer pesquisa e ver vídeos, tudo bem, claro que sei que tudo isso acrescenta, mas queria realmente fazer algo de qualidade! Muito obrigada pelas informações compartilhadas, pela disposição e desprendimento! Estou encantada com o mundo da saboaria! Um grande abraço e muito obrigada mais uma vez! Rosângela Almeida

    • Rosangela,
      Obrigado!
      É perfeitamente possível começar a fazer a saboaria artesanal estudando e conhecendo o básico, muito começam deste modo e não tem muitas dificuldades.
      Se puder fazer um curso como a da Beth Bacchini da Santo Sabão, seria interessante, mas não é fundamental.
      Tem um relação de fornecedores onde vc pode se basear para comprar as matéria primas básica.
      Um lugar muito interessante para trocar ideías e aprender é o grupo Saboaria, do facebook de Portugal. Peça adesão para participar, você vai gostar: https://www.facebook.com/groups/saboaria/
      Qualquer dúvida me contate.

      • Olá, Roberto!
        Muito obrigada pela resposta rápida! Já estou inserida no grupo do Facebook, ótimo!
        Agradeço imensamente pelas suas informações preciosas, vou pesquisar muito sobre o assunto!
        Um grande abraço,
        Rô Almeida

  91. Sr. Akira, boa tarde

    É com imenso prazer e respeito pelo ser humano que compartilha humildemente seus conhecimentos e também a honra de poder conhecer um profissional com esse gabarito de conhecimento e transferência do aprendizado, afim de minimizar nossas procurar por alternativas e somar na alegria de encontrar soluções muito mais fáceis e a um custo muito menor.

    Tenho uma empresa de Cera Quente para Depilação e meu objetivo e formar barras de ceras para melhor armazená-las e derrete-las no momento do uso.

    Gostaria de sua orientação e conhecimento, se com esse procedimento consigo formar barras para posterior cortes nas medidas a estocar ?

    Sei que o silicone já nos mostrou uma excelente anti-aderência a cera, só me resta compreender se com esse molde posso realizar a barra .

    muito obrigado antecipadamente

    Wellington Vilela

    • Carlos Alberto,
      Acho e que vc refere-se a detergentes sintéticos, eu não faço este tipo de produto a base de petroquimicos, só trabalhos com produtos vegetais.

  92. OLÁ SR. ROBERTO!
    Quero fazer uso de todos os adjetivos ja pronunciado ao seu favor ai em seus contatos,já o observo há algum tempo e o admiro!bom,já faço sabão ha algum tempo,mais como curioso,tenho feito bons e ruins,mas sempre sai alguma coisa ultil,rsrs. visitando seus saite me motivei a começar com sabonete,comprei alguns oloes diferente,mamona,amendoim,azeite,e coco.vou começar por ai pra ver o que é que dá.so tenho uma duvidas que eu gostaria de saber nesse momento.(é logico que tenho um milhão de outras)
    mas como faço para adicionar a cera de abelha na receita de sabonete?vc pode me responder por email?grato! joão clore

  93. Olá Roberto, tudo bem? De vez em quando eu passo por aqui para aprender um pouco. Já até faço propaganda do seu site para quem quer começar a fazer sabão. Preciso de uma orientação, a sua visão sobre um lote que fiz. Vamos lá: eu tinha uma solução de soda a 50% (comprada pronta) com o peso de 2,610 kg. Para essa quantidade eu calculei que 5kg de oleo + gorduras seria o suficiente para a saponificação. Nao acrescentei mais agua. A minha primeira surpresa foi que ao acrescentar a solução de soda ao oleo+gordura nao ocorreu o aquecimento característico da reação. A homogeneização foi feita com um batedor ligado à uma furadeira (eu achei que me facilitaria a vida, no lugar de usar colher de pau de Itu ou mesmo o mixer. Esse processo durou uns 15 minutos. Eu pensei que alguma coisa estava errada. Talvez a soda não era 50%. Então eu medi a temperatura , 35°C, e o pH estava entre 9 e 10. Parei de mexer a mistura convencida de que no outro dia teria que consertar o estrago. No outro dia – 12horas depois – outra surpresa, no balde havia um bloco de sabão “petrificado” ainda quente. Para tira-lo do balde tive que virar e usar uma marreta no fundo do balde. Não foi possivel corta-lo pois se quebrava ao passar a faca. Pergunto: porque ele ficou assim? Nao usei nem corante e nem essências. Será que a gordura fez o sabão ficar assim tão duro? Será que a homogeneização com furadeira é muito rapida, vigorosa que influencia a velocidade da reação? Sera que eu deveria ter colocado mais agua? Outra pergunta: quando a soda ja vem diluida como eu faço para calcular a quantidade certa de oleo? Eu acho que eu estou me confundindo nessa parte. Obrigada por me ajudar. Um abraço!

    • Isabel,
      Qual óelo + gordura que vc usou e em qual proporçao, isto é, qual composição de óleos?
      A quantidade de soda está em função da quantidade e composição dos óleos usados.
      Acho que entendo o que aconteceu, foi um excesso muito grande de soda, mas aguardo a formula que vc usou para explicar em detalhes.

  94. Olá Roberto, eu usei oleos desses que são descartados da cozinha. Geralmente é uma mistura de oleo de soja e gorduras de animais. Eu não tenho a proporção correta, mas poderia considerar 50% de cada – nos 5 kg a ser saponificado. Para calcular a quantidade de soda necessaria eu arredondei o fator para 0,14. Como lhe disse, o problema foi a soda ja diluída: 2,610 kg de solução a 50% deveria ter em torno de 1,300 kg de soda. Essa quantidade de soda daria para uns 10 kg de oleo. Acho que eu me perdi no cálculo do peso e volume da solução. Eu poderia ter determinado a densidade da solução; eu teria mais uma informação de
    quanto de soda poderia estar diluida, mesmo não sabendo a pureza da soda.
    Outra pergunta: eu ralei esse sabão-pedra, posso dilui-lo numa outra massa corretamente calculada? Obrigada, mais uma vez. Abraço! !

    • Isabel,
      Se vc usou 2610g de soda a 50%, vc usou de soda pura = 2610 x 50/100 = 1305g.
      Pois bem, 1305g de soda daria para saponificar 1305/0,136 = 9595,6g de óleo usado.
      Se vc usou somente 5000g de óleo, a soda necessária seria de 5000 x 0,136 = 680g de soda (1360g da solução de soda a 50%)
      Portanto seu sabão está com um excesso fantástico de 91,9% de soda. CUIDADO, NÃO USE ESSE SABÃO E MANUSEIE COM LUVAS!

      Agora explicando o que aconteceu no processo qdo vc estava fazendo o seu sabão.
      Quando se usa uma concentração muito elevada de soda e pouca água como no seu caso, a reação é muito imediata e o sabão formado forma uma camada protetora ao redor do óleo não permitindo que a soda consiga atingir o óleo que está protegido pelo sabão formado de imediato.
      O que acontece é que rapidamente a reação de saponificação é interrompida por falta de contato da soda com o óleo. É o que aconteceu no seu processo nos 15 minutos iniciais.
      Depois que vc parou e deixou em repouso por 12 horas, a reação continuou muito lentamente e acabou formando o sabão duro qual uma pedra consumindo todo o óleo.

      Voce pode tentar salvar este sabao pedra, é só adicionar óleo na quantidade que vá reagir com o excesso de soda.
      Vamos ver como se calcula isso:
      Sabemos que tem um excesso de 1305-680 = 625g de soda. A quantidade de oleo necessaria seria de 625/0,136 = 4595 g de óleo.
      Como deve ter uma parte da soda que reagiu com o gás carbonico do ar, vamos deixar a quantidade de óleo com um pouco menos, deixar com 4100g (-10%).
      Coloque num recipiente de inox e leve ao fogo e junte 4100g de óleo, deixe derreter o sabão e cozinhe por 1 hora esta pasta viscosa. Se puder medir o ph, deve estar em torno de 10, senão, e se nao lhe aflingir, faça o teste da lingua, coloque um pouco do sabão, se sentir um zap, ainda falta cozinhar mais, se sentir só o gosto do sabão, está pronto.
      Coloque a pasta no molde.

  95. Boa tarde Roberto!

    Amei seu blog, ele é muito especifico, detalhista e ao mesmo tem de facil compreensão. Gostaria de saber se você dar curso ou se possui apostilas, livros ou algo parecido para quem quer começar o processo de saboaria em cold process?!
    Muito feliz em ter encontrado um local tão especial sobre saboaria.

    Abrços,

    Moriene

  96. Olá! Inspirador seu site! Obrigada por compartilhas as informações!
    Estou entrando na saboaria agora, mas tenho muita dificuldade de encontrar os ingredientes. Os pigmentos naturais e a calamina, nunca encontrei, tens um fornecedor que compra especificamente? Obrigada!

    • Daniela,
      Tem um relação de fornecedores na Introdução que pode ser útil. Preciso atualizar e incluir alguns mais tais como:
      Engetec, Paris Essencias, Império do Banho e LifeCosmetics

      A calamina é dificil mesmo para quem não tem uma industria ou uma farmácia de manipulação.

  97. Olá Roberto! também eu fiquei fã da sua simpatia e disponibilidade de compartilhar seu conhecimento. Sou de Portugal e comecei há pouco tempo a experimentar o mundo da saboaria artesanal. Fiz o meu primeiro sabão bem simples com óleo de palma, óleo de coco, e azeite. Coloquei argila verde e polpa de aloé vera. Passado o tempo de cura o sabão apresenta um ph de 9. O sabão não deve ter mais que 8.5 de ph. Resolvi ralar tudo e adicionar alguma gordura saturada. Será a manteiga de karité uma boa gordura para adicionar? Que percentagem de gordura saturada terei que acrescentar à massa? obrigada :)

    • Ana Sofia,
      O sabão é alcalino, e o pH fica em torno de 9 a 10, é o normal. Vc nao deveria ter ralado para reaproveitar, o seu sabão está bom para uso.
      Como usou palma e coco (não sei a quantidade), que sao óleos saturados, creio que nao seja necessário a adição de mais saturados. O karité é ótimo em sabão e tem propriedades de emoliência.

  98. Olá Akira,

    gostaria de saber se existe alguma forma de descobrir o índice de sabonificação de um óleo de coco. Possuo um óleo de coco que forneço, mas não é de babaçu é da espécie Cocus Nucifera e gostaria de saber se ele também seria bom para a fabricação de sabão. Aguardo seu retorno. Att. Rafael.

    • Cocus nucifera é o coco normal, o coco chamado “coco da praia”. Serve muito bem para o sabão e o índice de saponificação é parecido com o do babaçu e do palmiste:
      coco/babaçú/palmiste – 0,183/0,175/0,176 g de soda para cada g de óleo.

  99. Caro Roberto Akira, tenho em Sergipe uma associação sem fins lucrativos e decidi produzir sabonete líquido artesanal, entre outros itens, mas não consegui encontrar a panela de cozimento lento, nem na sua relação de fornecedores; por favor, me indique uma loja do bairro da Liberdade, ou outra. Obrigado. Ed W

  100. Oi Roberto,
    Gostaria de saber se você poderia me fornecer a máquina de corte e as formas para fazer sabão?
    Muito Obrigado pela atenção

  101. Olá Roberto, estou começando a fazer sabões, muito graças as informações aqui postadas… Grata! Bem, moro em Porto Alegre e gostaria de saber se conhece fornecedores por aqui… pois sua lista é em maior parte de Sampa e me parece que o frete sai bem caro (muito pelo peso dos óleos). Gracias por tudo!

  102. Bom dia,

    Muito bom o seu blog, está de parabéns.

    Tenho interesse e fazer sabonetes com sumo de ervas,é possível ? qual seria as proporções.

    Att
    Sérgio

  103. Boa noite,
    Sr Akira, Quero trabalhar com sumo de ervas, como não tive ainda nenhum conta to de saboeiros de Portugal conforme orientação, achei esta receita na internet. Pode por favor fazer alguma correção necessária, e sendo um teste posso reduzir tudo para 10% de material ?

    SABÃO DE ERVAS
    5 Kg de gordura
    2,5 Kg de sebo derretido
    2,5 Kg de óleo de cozinha (usado), banha ou gordura de galinha derretida. 250 g
    1 Kg de soda
    4 litros de álcool
    4 litros de água ou suco de ervas (tanchagem, babosa, capuchinha, trapoeraba, confrei, calêndula, macaé, eucalipto)
    Triturar as ervas e coar. Esquentar o sebo junto com o óleo. Misturar, fora do fogo, o álcool no sebo quente. Misturar a soda com água ou suco de ervas em recipiente não corrosivo. Acrescentar o sebo com o óleo nesta mesma mistura. Misturar bem até espumar. Colocar nas formas. Deixar esfriar e estará pronto para cortar.

    Att,

    Sérgio

    • Sergio,
      Eu não faço este tipo de sabão que tem essa mistura estranha de álcool com sebo, gordura ( que gordura é essa?), essa mistura de ervas.
      Vc precisa definir o que vc quer fazer, se são produtos de uma saboaria fundamentada ou esses produtos que se encontram na net que não possue nenhum critério técnico razoável. Se for a primeira opção, posso lhe ajudar.

  104. Boa tarde!Sou produtor de óleo de coco babaçu no Estado Ceará.O óleo produzido pela minha empresa é 100% natural, extraído a partir da prensagem das amendoas, sem a utilização de nenhum composto químico.Tenho disponibilidade de até 10.000 litros de oleo babaçu mensalmente, entrego em qualquer lugar do Brasil.
    Saliento que o óleo de babaçu extraído pela minha empresa é extra virgem 100% natural.

    Atenciosamente;

    Marcos Pereira
    (88)88614007 oi
    (88)81278555 vivo

  105. Bonjour, je suis française, j’habite dans la région bordelaise et j’ai découvert votre site par hasard, en cherchant comment faire des savons dominos, différents de ce que j’avais fait.

    Je vous trouve généreux sur ce site. Et ADORE votre gentillesse, votre savoir, et votre RÉEL PARTAGE, RARE EN CE MONDE…….

    Je commence tout juste à lire votre site, et je crois que je n’ai pas fini…….

    Bien amicalement

    Monique

  106. Boa noite, eu ou eu não sei Português, então eu estou em: https://translate.google.fr.

    Eu gostaria de saber se você tem uma fórmula para o meu sabão de lavar louça líquido? Não consigo encontrar uma fórmula válida que limpa e espuma.

    Um grande obrigado antecipadamente

    Monique

  107. Boa noite Sr Roberto,

    No seu site tem a informação do sabão de cocô 100 % para o corpo,aperfeiçoado pela saboaria americana, mas a formula não fala em quantidade de cada uma, somente a composição, o Sr pode me informar esta formula ?

    Att,

    Sérgio

  108. Bom dia Sr Roberto,

    Qual a diferença da Gordura de côco para o óleo de côco ? numa receita e preciso fazer alguma correção entre eles ?

    Agradeço sua atenção.
    Att,

    Sérgio

    • Sergio
      É a mesma coisa, questão de denominação, os óleos, ou melhor falando, os lipídios, qdo é sólido à temperatura ambiente (20 a 25 graus) é denominado de gordura e qdo em estado liquido é denominado óleo. Eu uso sempre ‘leos, não faço distinção.

  109. Olá Sr. Roberto,
    Fabrico sabonetes fitoterápicos, contudo, a base é a glicerina vegetal.
    Estou encantada com o seu trabalho.
    Peço que me envie seu telefone (fixo) para que eu possa ligar para o Sr.
    Estou interessada no cortador (o grande), na embaladora e nos extratos.
    Vi em uma postagem acima que não comercializa os mesmo, mas, surgiu uma “luz”, pois, a postagem é bem antiga!!
    Aguardo resposta!
    Luz e muita Paz
    Abraços

    • Elaine,
      Estes produtos que vc se referiu, realmente eu não os vendo, são para o meu uso próprio.
      Os poucos produtos que vendo, estão na loja online

  110. Olá, Roberto! Tudo bem? Estou pesquisando os preços de óleos vegetais em vários sites, como confio nas suas informações gostaria de perguntar se conhece os óleos vegetais vendidos na Destilaria Bauru. Sabe dizer se são bons e confiáveis? Muito grata!

  111. Só mais uma dúvida bemm simples. Talvez muita gente já saiba a diferença, mas como estou começando fiquei na dúvida. Qual o tipo de água que o Sr. usa na produção dos sabões? Deionizada ou desmineralizada? Há diferença entre elas? Grata desde já!

    • Dea,
      Eu uso água potável da rede para fazer sabão.
      Desperdício usar outro tipo de água, se a sua água potável é de boa qualidade, não tem problemas.
      Desmineralizada ou deionizada é a mesmas coisa, os íons na sua totalidade são eliminados e o processo mais barato e usado é com o uso de resinas de troca iônica.

  112. Bom dia, Roberto. Estou começando a fazer sabonetes pelo método hot, vc saberia me dizer quais são as melhores marcas de bases glicerinadas. Aqui em Salvador é bem difícil de encontrar, provavelmente terei q pedir pela internet. Já ouvi falar da base de Peter Paiva e Nossa Terra. Vc tem algum conhecimento sobre elas ou outras?
    Obrigada desde já!!

    • Alessandra,
      Como não faço artesanato em sabão, não conheço a qualidade das bases glicerinadas.
      O Peter Paiva é o mestre deste tipo de artesanato e creio que as bases dele sejam de qualidade.

  113. Boa noite Sr. Roberto Akira

    Fiz hoje sabão de castela. Após cortar quando posso embrulhá-lo? Sei que tem de respeitar pelo menos as 4 semanas para ficar livre da soda. Durante o processo de cura como devo armazená-lo?
    Grata pelos seus ensinamentos!

    • Inês,
      O sabão por cold process precisa ficar aproximadamente 4 semanas para perder água e secar e no caso do castela (100% oliva), um pouco mais.
      Esse tempo não é para ficar livre de soda, se o sabão foi calculado a quantidade de soda correta, em 72 horas toda soda já reagiu e foi consumida.
      Deve deixar em lugar ventilado e seco, ao abrigo da luz solar.

  114. Bom dia Sr. Roberto,

    Estou a pensar fazer sabão de banha. Queria aromatizar. Posso colocar óleos essenciais? E em que altura? Para dar cor o que poderi colocar?

    Grata pela atenção

  115. O SEU SITE É MARAVILHOSO!!! LEIO E TENHO APRENDIDO MUITO COM SUAS INFORMAÇÕES CLARAS E PRECISAS. PODERIA ME INFORMAR LINKS OU EMPRESAS EM QUE EU POSSO COMPRAR ÓLEOS COMO O DE PALMA E O DA BABAÇU. SEMPRE BUSCO PELA INTERNET MAS ACABO TENDO DUVIDAS SE SÃO DE BOA QUALIDADE E ADEQUADOS PARA OS SABONETES OU ENCONTRO APENAS EMPRESAS QUE VENDEM GRANDES QUANTIDADES.
    PARABÉNS PELO SITE.
    OBRIGADA
    JULIANA

  116. Oi Roberto, estou muito impressionada com seu blog, acho que nunca vi algo assim tão bem feito, parabéns! Comecei a pouco tempo buscar conhecimento sobre saboaria natural e artesanal e cheguei a esse seu site maravilhoso e bastante esclarecedor. Logo quero fazer meus primeiros testes, pelo que li seria mais interessante para mim o hot process por conservar a atividade das plantas, você tem alguma sugestão sobre por onde começar ? Será melhor começar pelo cold? Muito obrigada

    • Julia,
      Obrigado!
      A sequência natural para aprender a saboaria artesanal é começar pelo cold process, é o processo mais simples e vc aprender todos os pormenores envolvidos no trabalho de saboaria. Depois poderia fazer os demais produtos/processos.

      • Muito obrigada pela atenção Roberto, quero te perguntar mais uma coisa, vou fazer primeiro com o molde de cano de pvc porque esta mais fácil de conseguir, o que seria bom para revestilos?

  117. amigo hoje iniciamos o processo de produçao de sabonetes . porem no nosso primeiro dia de testes tivemos dificuldades. nosso sabonete ficou bonito . foi bem extruzado . ficou bem prensado com uma exelente aparençia mas . notamos que se forçar um pouco ele se quebra facilmente e esfarela. utilizamos massa base 90 por cento mineral( calcita) 10 por cento e o resto dos produtos normais . esçençia corante coco pronil se puder me ajudar agradeço, att eduardo.

  118. Sr. Akira, boa tarde!
    Tudo bem?
    Eu sou José Ricardo, gostei muito de seu site, às informações são interessantes para aqueles que gostam de trabalhar com esses tipos de produtos cosméticos.
    Gostei muito quanto moldes e das formas de corte. Começando a trabalha com sabão reciclado, já fiz vários sabões com as receitas que peguei na internet, porém não tenho muita confiança nas medidas informadas de óleo de cozinha (usado);soda cáustica e água. Sendo assim peço à gentileza caso possa, qual deve ser às medidas (estequiométricas) que devo usar na fabricação do sabão ecológico para óleo (usado); soda cáustica e água? E também qual melhor método para limpar óleo de impurezas e fazer a separação da água?
    Abraços!

    • José Ricardo,
      Estas informações estão no blog, veja lá!
      Impurezas podem ser eliminadas com decantação e filtração. Água não tem problemas, mas na decantação pode ser separada

  119. Sr. Akira, bom dia!
    Obrigado pela resposta solicitada anteriormente.
    Gostaria de saber se poderia informar quais são as especificações da Anvisa para produção de sabão ecológico e como posso fazer o controle de qualidade do sabão?

    Grato!
    Atenciosamente!

  120. Sr. Roberto, bom dia!
    Tudo bem?
    Gostaria de saber se ao adicionar anilina artesanal ao sabão ecológico, poderá causar alterações físico – químicas?

    Abraço!

  121. Primeiramente parabéns pelo trabalho.Você vende carimbos para sabonetes?Preciso ajuda minha formula de sabão está juntando uma água depois de pronto

  122. ola roberto!

    Primeiramente obrigada por ter feito este site, é uma luz no fim do túnel par quem quer começar a saboaria por cold process.

    Desculpe minha ignorância, mas estou com dificuldades sobre os calculos de formulações dos sabões, pois vc sempre põe na fórmula a medida dos óleos em gramas e não em ml. É a mesma quantidade, ou precisa fazer o calculo para transformar? ou ainda preciso pesar os oleos em seu estado sólido?

    Outra dúvida é sobre a calculadora mendrulandia, vc conhece? Estou tentando usá-la, mas vejo que as suas fórmulas são bem diferentes das que são propostas pela calculadora.
    Tentei usar a que vc sugere no site mas pra quem nao sabe inglês é mais complicado.
    Quanto as formas de silicone, vc recomenda para esse processo de cold process?

    Desculpe tantas perguntas, é que fiz um curso online e não é a mesma coisa de pôr a mão na massa né, sempre fica uma dúvida.

    obrigada e aguardo ansiosa por resposta

    • Shirley,
      Obrigado!
      A unidade de medida da saboaria é a massa (peso), nunca use o volume para fazer as contas.
      Eventualmente vc pode converter volume para massa, desde que vc tenha o peso especifico do material.
      Por exemplo, os óleos tem o peso especifico (PE) típico de 0,92g/cm3. Como o PE=massa/volume, então 1 litro de óleo vai pesar —> m = PExvolume
      —> 0,92 x 1000 = 920g

      Sim, a calculadora da Medrulandia é muito usada, muito popular e ótima para quem está começando.
      A calculadora nao fornece uma fórmula, vc tem que elaborar a fórmula e ela calcula a quantidade de álcali (soda ou potassa) necessária para reagir com os óleos da sua formulação.

      É possível usar moldes de silicone, de preferencia os maiores, os menores as vezes dá problema de não endurecer

      Fez qual curso online?

  123. Ola Sr. Akira, é um prazer ver o seu site no ar…..obrigada por fazer do seu conhecimento uma semente que floresce a cada dia!!

    gostaria de saber quando estarão disponíveis os cortadores de sabão e se pode me dizer quais os melhores óleos e manteigas para fazer shampoo em barra!

    obrigado!

    • Elder,
      Obrigado!
      Não sei te dizer qdo estará disponível, infelizmente.
      Difícil responder simplificadamente sobre isso dos óleos. Veja nos posts sobre shampoos em barras.

  124. OBRIGADO DIGO EU…RS

    GOSTARIA DE SABER AS PROPORÇÕES BÁSICAS DA ADIÇÃO DE MANTEIGA E OLEOS EXTRAS NA FORMULAÇÃO DO SHAMPOO!

    EH QUE AQUI ONDE EU MORO É BEM CARO CONSEGUIR ESSE MATERIAL E PELA INTERNET SAI CARO POR CONTA DO FRETE. QUANTOS PORCENTOS DE MANTEIGA E OLEOS EXTRAS POSSO ADICIONAR? VALE A MESMA PROPORÇÃO PARA TODOS OS ÓLEOS? EX: JOJOBA, PRACAXI, LINHAÇA DOURADA…ETC

    GRATO!

    • Elder,
      Como disse sua pergunta é dificil de responder num simples post, tem muito estudo envolvido e muita experimentação, não dá para responder.
      Tem que estudar as propriedades dos óleos e ver quais combinações são mais apropridas.
      Tem dois shampoos em barras que fiz, poderia servir de base para vc fazer o que é mais conveniente e disponível para vc

  125. Oi Roberto, como vai?

    Eu sou farmacêutica e já produzo alguns sabonetes artesanais por cold process. Seu site foi bastante didático, elucidativo e gostaria de agradecer muito por isso!
    Gostaria de aprender a fazer shampoos, você dá cursos?
    Um abraço,

  126. Boa tarde Sr. Akira,
    Tenho lido muito dos posts em seu Blog, tenho interesse em fazer sabonete “cold process”.
    Pensei numa formula: 18% Óleo de Castanha do Pará, 17% Óleo de Girassol, 30% Palmiste, 30% Côco Babassu, 5% Mamona.
    Usei uma tabela e cheguei a 158G de Soda e a 330Ml de água.
    Que óleo me aconselha e que percentual como superfat?
    Quero usar O.E. para dar o cheiro.
    Fico no aguardo de sua ajuda.

  127. ola amigo akira onde vou enconrtar esta sua maquina de cortar sabao modelo corda
    de guitarra preciso adiquirir uma para corte de sabonete pois meu processo e manualmente mesmo, obrigado aguardo sua resposta espero que mi passa ajudar

  128. Akira, gostaria de saber qual a proporção de soda liquida devo usar em relação a soda em escama, (posso usar a soda liquida, ou o ideal é usar a escama?
    Não faço comércio com produto de limpeza, uso apenas para a minha casa, (mas ultimamente venho pensando no assunto, para o complemento da aposentadoria).
    Desde já agradeço (na medida do possível) por uma resposta,
    Grato

    • Ismael,
      Vc pode usar tanto a soda vendida em solução (liquida) ou a soda vendida sólida (escamas).
      Se for usar a soda liquida é preciso saber qual a concentração fornecida, o normal é 50%.
      De posse desse valor vc faz os cálculos de qto vai usar. Se a concentração for 50% é só usar o dobro da quantidade determinada nos cálculos para a saponificação e compensar a água que for usar.

  129. Olá Akira, gostaria de saber a receita exata para sabão liquido.
    Eu fiz uma que encontrei em um site, mas ficou muito agressiva por conta da soda, acrescentei Glicerina liquida para ver se resolvia, mas teve pouco efeito, agora não sei se foi a quantidade ou se o processo está errado, eu vi uma explicação sua de que se deve usar 0,136 g de Soda para 1g de óleo, mas isso foi para o sabão em barras. Pois bem gostaria de saber para o liquido.
    Eu utilizei as seguintes medidas:

    500 g de hidróxido de sódio
    1 l de água
    1 l de óleo de soja
    1l de álcool 92,8%
    Misturei na sequencia em que coloquei, durante 30 min até virar uma pasta consistente, depois adicionei 4 l de água fervente, misturei até ficar homogêneo, depois acrescentei 15 l de água em temperatura ambiente, deixei esfriar de um dia para o outro, e engarrafei. Quando fui testar, a pele fica muito ressecada, então me falaram para colocar glicerina liquida, misturei tudo mais uma vez com 100 ml de glicerina bi-destilada, não adiantou muita coisa. Tem como arrumar esse que eu já fiz, ou não? E como seria uma formula correta.

    Desde já agradeço sua atenção.

    • Leonardo,
      Primeiro é preciso que vc estude os fundamentos da saboaria, antes de se aventurar a fazer sabão.
      Sem esses fundamentos vc vai cair nessas armadilhas que vc encontra na net, como esse sabão que vc acabou de fazer que simplesmente tem 400% a mais de soda e é um produto preciosíssimo pode queimar a pele.

      Veja no blog, tem um tutorial para fazer o verdadeiro sabão liquido.

  130. Boa Noite,

    Sr.Akira,

    Gostaria muito da sua ajuda.
    Será que podemos conversar por email ou algum outro meio?
    Para adiantar o assunto eu e minhas duas amigas da faculdade precisamos fazer nosso trabalho de conclusão de curso o famoso TCC, e pensamos em fazer um sabonete ou sabão em folha.
    Esse produto ainda não existe no mercado brasileiro, fizemos pesquisas e vimos que na China eles fabricam e chamam de sabão de folha portátil, ele seria uma folha e dissolveria na água, ele lembra um pouco aquela bala “mint” que é chamado bala em lâminas.
    Gostaria de uma resposta sua, se pode nos ajudar.

    Aguardo um retorno e desde já muito obrigada.

    Abraços

  131. Bom dia
    Estou querendo fazer sabonete sólido e tenho 2 problemas .Falta de espuma ,e fica mole .Como posso resolver.Estou colocando 1% lauril ao 70 % e 16% de agua total .47% de óleos e 6% soda escamas
    Em aguardo e obrigado
    Osvaldo

  132. estou muito feliz com as suas informações , acho que deve ser muito ocupado para me dar uma ajuda . estou trabalhando com mulheres separadas recentemente e com baixa estima e todas com um grande problema, situação financeira destruída . Estou montado uma fabriqueta de sabão feito com óleo de fritura e preciso de mais informação como : custo do cortador do misturador e destas essências que você usou no que você desenvolveu. são 26 mulheres cadastradas e dez tem perfil empreendedor e vc foi o único que demostrou no seu site qualidade no sabão de óleo reciclado , se que talvez não possa me ajudar a dar um ponta pe inicial neste projeto mas fico grata só de receber uma resposta sua onde comprar este cortador e s formas para fazer o sabão e se possível a receita ou formula do mesmo . desde ja desejo que o senhor Jesus continue te iluminado muito “`Anjo Bom e iluminado “akira

    • Vera Lucia,
      Parabéns pela iniciativa!
      Eu nao vendo equipamentos, esses que estão aí são para o meu uso.
      Todavia vc pode encontrar os projetos para fazer-los baixando no blog, qq marceneiro pode fazer.
      Nos post tem a fórmula e como fazer-los, as essencias que usei são da Paris Essencias

  133. Boa tarde! Poderia por favor, me dizer a diferença entre estes 2 iten?
    Sabão de Barbear – hard shaving soap (puck)
    Sabão de Barbear – soft shaving soap (croap)
    Muito obrigado!

  134. Boa tarde seu roberto, estou precisando fala com o senhor, tem uns minutos para falar comigo, e que eu estou querendo começar a produzir sabão a partir de óleo reciclado, mais não tenho experiência ainda.

  135. Caro Sr.,

    adorei seu site! estou iniciando uma vida mais saudável, até mudei para uma chacara! quero fazer sabonete e sabão para minha família. há dois dias procurei receitas na internet e fiz um sabonete de óleos de azeite e coco, mas ficou esfarelando. gostaria muito de sua ajuda. vou colocar a receita 1 que usei abaixo é outras duas que penso em testar no próximo final de semana. vc poderia me dizer o que está errado e, se tiver uma receita boa, seria possivel me passar?

    espero não estar abusando de sua boa vontade.
    obrigada,
    Aline

    SABoNETE1:
    115g de óleo de coco
    338,5g de azeite d oliva
    62,5 de soda
    149,5 de água
    misturar a soda na água com cuidado. acrescentar essa solução aos óleos já quentes. misturar bem. ferve por 40 minutos mexendo sempre até ganhar consistência de pudim. colocar em formas e desenformar em 48h. deixar secar por uma semana. usar.

    SABONETE2:
    500 ml de azeite
    273 G de óleo de côco
    100g de soda
    238 ml de água
    mesmo modo de fazer.

    SABAO DE LIMPEZA e ROUPA
    5 litros de água quente
    1kg de soda
    5 litros de álcool de posto de gasolina
    1 litro de óleo
    5 kg é banha ou sebo
    em um balde grande, misturar a soda ao óleo e ao álcool. jogar água quente com o sebo derretido. misturar bem. deixar secar no balde por dois dias é dpois cortar em pedaços.

    Enviado pelo UOL Mail iPad

    • Aline,
      Se vc está começando agora na saboaria artesanal, comece certo, estude e aprenda o básico tal como como calcular a quantidade de soda.
      Estas formula que vc passou são fórmulas medíocres, não vai te dar um sabão de qualidade.
      Tem várias formulas disponíveis para download no blog

  136. minha receita leva

    agua
    oleo de babacu
    oleo (opcional)
    soda
    alcool
    lauril
    anfotero
    corante
    assencia

    voce acha que eu devo adicionar algo ou tirar algo?, estou tentando fazer um sabonete transparente mas nao acho o ingrediente.

    • 1 – eu fervo 3L de agua e separo 1.5L numa bacia e 0.5L em outra, na bacia com 1.5L de agua eu adiciono 1kg de soda cáustica, e na bacia com 0.5L de água eu adiciono 20ml de álcool, eu coloco os oleos num balde e adiciono o conteúdo das duas bacias dentro, adiciono 2.10kg de acúcar e misturo até ter a consistencia de patê, coloco na forma e espero 2 semanas descansando

  137. Ola Sr. Akira, boa noite.
    Acabo de achar seu site e me interessei muito em conhecer a fundo os métodos
    de Saponificação natural.
    Você oferece cursos presencias, ou sabe me informar um local confiável que eu possa aprender
    métodos naturais para produzir sabonetes para revenda?

    Desde já agradeço imensamente a atenção e auxílio.

    Melissa Alleman

  138. Sr. Roberto bom dia !

    Primeiramente gostaria de parabenizá-lo por dividir seus conhecimentos com todos nós , interessados na saboaria natural.
    Sou artesã e trabalho com sabonetes glicerinados , porém , tenho muito interesse em aprender as técnicas do cold process.
    Sei que o Sr.não ministra aulas. Seria muita ousadia minha lhe pedir uma indicação de algum profissional nesta técnica aqui em São Paulo – Capital ?
    Gostaria de fazer um curso presencial.

    desde já agradeço sua atenção.

    abrs
    Andrea

  139. Olá, Akira, boa tarde!

    Estamos iniciando um trabalho de educação ambiental em três escolas da cidade, com palestras para pais e alunos, sensibilização sobre o impacto ambiental que o descarte errado do óleo traz para o ambiente e demonstração prática da produção de sabão pela reciclagem do óleo, que posteriormente será distribuído para as famílias de baixa renda.

    Bom, eu entendi que essa proporção de óleo/soda apresentada no post não resta óleo nem soda ao final da reação, e é exatamente o que estamos buscando, ficamos muito agradecidos, inclusive o parabenizo pelo site. Só fiquei curioso em relação ao SoapCalc, que ao abrir o site, não consegui navegar nele. De qualquer forma, você tem algum artigo (preferencialmente científico), em que apresenta as proporções que você explicou no post? É que como vamos trabalhar com escolas, temos que seguir alguns padrões de procedimento…

    Desde já, agradeço pela atenção!

    Lucas

    • Lucas,
      A saponificação é a reação química que produz o sabão, e o índice de saponificação é o parâmetro que estipula a quantidade de álcali necessária para reagir estequiométricamente com cada óleo. É uma reação química banal do ponto de vista científico.
      Veja no blog como é calculado essa reação

  140. Boa tarde Sr Akira.

    Parabéns pelo site, gostaria de perguntar onde posso conseguir as ferragens para o cortador múltiplo de sabão, são tensores aqueles que esticam as cordas de aço?

    att,
    Ronaldo

  141. Boa Tarde Roberto,

    Tenho feito sabão de oléo usado e o resultado tem sido muito bom. Gostaria de saber se posso acrescentar à fórmula a Babosa ou seja Aloe-Vera). Agradeço desde já.

    Sonia

  142. Boa tarde Akira! Parabéns pelo seu trabalho e pela divulgação do seu conhecimento. Eu também sou químico e estou pensando em iniciar a produção de sabão e sabonete artesanal. Minha pergunta é: aonde eu consigo comprar óleos( palma, coco, mamona…) em pequena escala para esta finalidade? As empresas que conheço só vendem em grande escala e para fabricar sabão e sabonete com os óleo que encontramos nos supermercados o custo fica muito alto…
    Obrigado!

  143. Olá, tenho lido bastante coisa no seu site, é muito bom ter encontrado alguém que divide seus conhecimentos tão claramente como você. Tenho muita vontade de começar a fazer sabonetes, pesquisei bastante e encontrei muitas receitas, desde as mais simples, com poucos ingrediente, até as mais elaboradas com vários aditivos. Mas a pergunta que não quer calar é, se eu fizer um lote com água, soda caustica, óleo de coco, e no lugar de azeite de oliva eu usar óleo de girassol, vai fazer tanta diferença a ponto de não ter qualidade?? Gostaria de fazer essa troca por razões financeiras, e como os primeiros serão para uso próprio, experiência, e análise do processo e do traço… não queria comprar um azeite que economizo na cozinha, e derramar litros para fazer sabonete…
    1)Enfim, se eu usar o óleo de girasol no lugar do azeite de oliva, vou estragar tudo, ou terei meus sabonetes depois?
    2)Todas as receitas que usavam óleo de coco, mostravam uma pasta. Quando fui procurar óleo de coco pra comprar, só encontrei em forma de óleo mesmo. Essa pasta não é a manteiga de coco? Qual eu uso?
    3)Você não deve gostar dessa idéia, mas ainda estou pensando em ir mais longe, fazer sabonete reutilizando o óleo de cozinha. Penso em filtrar ele com um pano, coloca-lo em uma bacia, polvilhar farinha de trigo, aguardar dois dias, e usar o óleo (sem a farinha), para fazer os sabonetes, daí nesse caso pretendo usar também o óleo de palma, como você sempre indica, para dar dureza ao sabonete.

    Aguardo sua resposta,
    Muito obrigada!

    • Hédna,
      Pode usar o girassol no lugar do oliva, o girassol é um óleo mais sujeito à oxidação mas dá um bom sabão.
      O óleo de coco é solido quando a temperatura ambiente é menor do que 23 graus.
      Teste estas idéias sobre o sabão de óleo usado

    • Irany,
      O processo a quente, HP, preserva os ativos da alcalinidade da saponificação e portanto possibilita usar esses ativos que no processo a frio, CP, não seriam preservados. O sabão em sí tem pequenas diferenças nas propriedades mas não que possam ser rotulados como melhor ou pior.
      Não é preciso uma tampa específica para cobrir a massa de sabão
      Normalmente se usa uma folha de plástico ou acetato que se molda no interior do tubo

  144. O índice de saponificação que você calculou já esta convertido para NaOH ?
    Segundo norma o Ind. de Saponif. é expresso em mgKOH/100g de óleo .
    Se você usar o valor direto para NaOH estará colocando também em excesso.
    segundo o que você calculou para 5000g de óleo será usado 689g de NaOH, mas se não foi convertido o indice de saponificação de KOH para NaOH teremos ainda excesso de NaoH .
    Obrigado
    Gabriel

  145. Olá Akira,

    Como não poderia deixar de ser, estou encantada com a sua página. Obrigada por compartilhar tanta sabedoria e conhecimento.

    O senhor menciona em alguns comentários a existência de uma lista de fornecedores de matérias primas, porém não consegui localizá-la. Gostaria de começar a produzir os meus próprios sabonetes, mas neste momento a minha maior dúvida é em relação à procedência dos produtos disponíveis na internet ou mesmo em São Paulo. O senhor teria alguma indicação de onde encontrar produtos de qualidade e com bom custo benefício?

    Obrigada mais uma vez,
    Gabriela

  146. Parabéns pelo trabalho e obrigada por compartilhar tanto. Tenho algumas duvidas sobre a fabricação de shampoo liquido, queria saber se para a base do shampoo posso usar apenas óleo de babaçu e colocar no lugar do hidróxido de sódio o hidróxido de potássio, queria que o shampoo fosse o mais organico possivel, vc indica? E sobre “água de cinza” (água da chuva e mais cinza de madeira rica em potássio) para substituir o KOH ou

    • (Continuando)…para substituir o KOH ou NaOH? Vc acha que fazendo essa substituição eu teria uma base de sabão mais natural? É viável? Muito obrigada.

    • Gabriella,
      Veja o tutorial de como fazer sabão liquido que é base para fazer shampoo liquido.
      Fazer sabão com cinzas não vai dar certo para cabelos, é feito para lavagem de roupas

  147. Ola Sr: Roberto Akira
    Estive vendo o seus trabalhos e me despertou muito interesse, São trabalhos muito bonito e excelente para quem precisa de uma renda como eu,
    Eu trabalhava como eletricista de manutenção e hoje estou desempregado querendo ter uma atividade que me gere uma renda, Sou deficiente físico e já não consigo mais emprego também estou com 46 anos e é praticamente impossível eu trabalhar em alguma empresa diante tanto preconceito e discriminação, Tenho interesse em estar produzindo sabões sabonetes e outros produtos, Como produtos de limpeza, Resido em Itaquaquecetuba SP
    e gostaria também de saber aonde posso comprar as matéria prima para produção dos produtos, Agradeço a você e a todos os seus colaboradores por qualquer ajuda que puderem me dispor, Meu telefone: 4755-6484

  148. Prezado Roberto,
    Boa noite.
    Primeiramente gostaria de te parabenizar pelo site e informações compartilhadas! Esse site é uma demonstração de muita grandeza de sua parte. O nível de detalhes e a atenção dada é bonito de se ver.
    Secundariamente, gostaria de te relatar um problema que me ocorreu e talvez você consiga me dar uma orientação.
    Comprei, em Paris, um sabonete (que se diz ser de Marseille) daqueles cúbicos grandes e verdes bem interessantes. Lá, eles estavam em um stand sem nenhum tipo de embalagem e assim os levei para casa (Brasil). Enquanto usava um para tomar banho, deixei o outro como um ‘enfeite’ e eis que eu reparo que começou a mofar. Isso é normal???
    Coincidentemente, fiz um sabonete pelo processo à frio, de óleo de oliva, palmiste e coco (narrei na ordem da maior para a menor composição) e ele estava em torno de 1 mês de cura e comecei a notar também um início de formação de mofo (bem mais discreto que o sabonete de marseille).
    Você consegue me ajudar a descobrir o motivo?
    Pelos meus conhecimentos, a glicerina é um conservante natural, correto?
    Não sei o motivo pelo qual houve a formação de mofo nos sabonetes.
    Ficaria muito satisfeita em ter sua contribuição.
    Atenciosamente,
    Renata.

    • Renata,
      Muito estranho isso que relatou pois um sabão normal não mofa, o meio alcalino do sabão inibe a formação de fungos e bactérias.
      A glicerina não é conservante, se possível tire uma foto e me mande pelo e-mail

  149. Bom dia;
    Parabéns pelo site e suas dicas valiosas, quem doa de si doa o melhor.
    Gostaria de seu auxílio nas seguinte questões:
    Como, e, em que etapa introduzir a Aloe Vera em natura , no Cold Process.
    Quais os cálculos relativos a soda para essa introdução .
    E se realmente haverá algum benéfico nessa adição, já que no meu caso será praticamente sem custo extra.
    Agradeço desde já a atenção .
    Carlos

    • Carlos,
      Se for usar no sabão pelo processo frio (CP) a soda acaba por destruir os ativos do aloe e portanto, se perderam as propriedades.

  150. Amigo, Estes extratos de ervas medicinais que o Sr expos aqui, servem para uso pessoas, no caso, para cura de males e doenças?
    Pode jogar a resposta no meu email, pois, trabalho com ervas e extratos, e e de meu interesse, grato.

  151. Amigo: Estes extratos de ervas medicinais expostos acima, servem para uso de cura de males e doenças, isto, porque trabalhos com ervas e extratos e oleos, e e de meu interesse adquiri-los.
    Por gentileza, responda para meu email, otavio1949@live.com, grato

  152. Roberto tem uma coisa que não entendi. Vi numa postagem em que vc colocou a fórmula do sabão com óleo de neem pelo HP em que não colocou este no cálculo dos óleos. E usou no cálculo um SF de ZERO pra colocar a soda. É isso mesmo? Quando eu for colocar na calculadora coloco 100% dos outros óleos e seleciono SF zero?? Não vai passar a soda? Afinal geralmente a gnt coloca SF de 5%…. Rsrsrsrs
    Aí no final do processo 7% de óleo de Neem.
    Eu entendi corretamente? Posso usar esse mesmo esquema para o óleo de Rosa Mosqueta?

    • Natália,
      Pra o HP é possível usar zero de SF e usar no final da saponificação um óleo de propriedades específicas para a finalidade escolhida.
      Se tiver ao término da saponificação um excesso pequeno de álcali (soda) derivado do SF zero, o óleo ao final da saponificação pode neutralizar esse excesso sem comprometer o sabão.

  153. sr. Akira ao fazer uma pergunta sobre sabão caseiro saiu no seu site,vi muitas perguntas e o senhor com toda paciência respondia ate as que eram repetidas,eu ganhei a receita de um sabão e gostaria que o senhor me informasse se esta correta o tanto de soda a receita e
    7 litros de oleo
    1 k de soda sol
    4 litros de alcool
    2 litros de agua para desmanchar a soda
    desde ja agradeço que Deus o abençoe

  154. Oi Akira,
    Boa tarde.

    Escrevi pra você há poucos meses, tirando algumas poucas dúvidas sobre as fórmulas de sabonetes.
    Me envolvo com a aromaterapia há 7 anos e desde então experimento fórmulas e ouso criar possibilidades de cosméticos artesanais, além de me dedicar à relação com os aromas. Gosto muito desse espaço artesanal na minha vida. Então criei a essence aromaterapia, em 2010.
    Te conto essa introdução toda para compartilhar que estou formalizando uma nova fase da essence. Investi em uma estrutura maior de ateliê e estou voltada completamente para criação de produtos básicos do dia-a-dia com composições 100% de matérias-primas naturais, não sintéticos. O que há anos atrás não conseguia encontrar ou criar fórmulas assim. Com o tempo a gente amadurece e o que é possível vem, não é mesmo!?
    Então! quero dizer pra você que aprendi o processo de saboaria básica, na prática, junto com pessoas de outro Estado que vinham experimentando fórmulas já criadas e assim houvi falar no seu nome. Algumas mudanças físicas precisei viver e com isso optei por dar continuidade a prática de saboaria em Pernambuco, meu Estado de origem, com a essence. E nesta fase passei a utilizar as fórmulas criadas por você (exceto as combinações aromáticas) e estou prestes a dar uma cara nova as páginas sociais nas quais compartilho essas produções e senti vontade de citar sua autoria nas formulações, você se sente à vontade com essa citação?

    Te agradeço por esse respaldo para minhas produções e criações.

  155. Bom dia Roberto,
    Estou começando no ramo de saboaria natural, preciso saber qual curso nesta área é o mais indicado? .. Há algum de qualidade online?
    Resido no Rio Grande do Sul…
    Obrigado!!!!!

  156. Olá Roberto: eu gostaria de estar produzindo esse sabão de côco em casa pois o outro que vende no mercado causa irritação na pele de minha mulher ,e por esse motivo te peço humildemente , sera que poderia me passar a fórmula desse sabão de côco

  157. Olá Akira. Parabéns pelo seu trabalho. Gostaria de tirar algumas dúvidas, posso usar
    a batedeira para fazer o sabonete ou é obrigatório usar o mixer.
    Outra dúvida tem sabonete que o trace médio fica pronto rápido e tem sabonete que posso bater por mais de 15 min. que nem o trace leve fica pronto.
    Por que isso ocorre. Pode me ajudar.
    Base usada e demorou o trace leve.
    35% Palmiste
    30% Oliva
    15% Gordura de Coco
    15% Sebo Boi
    5% Mamona.
    Obrigado!
    Roberto

    • Roberto,
      Pode usar uma batedeira sim.
      O trace depende de algumas variáveis: composição dos óleos, temperatura de processo, concentração da soda e energia mecânica aplicada

  158. olá Roberto Akira sempre vejo seu site leio sempre varias dicas suas obrigado por compartilhar seu conhecimento. estou iniciando na saboaria agora pois uma mulher que fornecia sabão para uma casa de recuperação de usuários de droga parou de fornecer os sabões. como o idealizador desse trabalho é meu amigo quero ajudá-lo.
    já fiz alguns sabões caseiro com óleo usado.mas consegui muitos litros banha porco de uma salgadeira.
    gostaria de saber alguma receita com banha de porco. iria aprender depois colocar os recuperando para aprender. desde já agradeço por tudo que japrendi com você

  159. BOM DIA MESTRE AKIRA!!! ANTES DE TUDO UM MEGA POWER PARABÉNS PELA BELÍSSIMA IDEALIZAÇÃO DO SITE.
    VOCE SABERIA ME DIZER PORQUE A INDÚSTRIA USA COMO REFERÊNCIA A BASE KOH PARA O ÍNDICE DE SAPONIFICAÇÃO EM VEZ DO NAOH???
    CORDIAL ABRAÇO

    • Pi,
      Penso que seja por dois motivos:
      1- a solubilidade do sal de sabão é maior no sabão de potássio do que no sabão de sódio. Deste modo o sabão de potássio formado não interfere na titulação final.
      2- usa-se uma solução alcoólica (etanol) para diluir o álcali e o KOH tem solubilidade de 40g/100ml contra 14g/100ml do NaOH

  160. Olá Roberto tudo bem.
    Tenho uma dúvida. O que você sugere. Óleo de Palma prensado à frio ou refinado para a fabricação de sabonetes.
    Obrigado.

    • Roberto,
      Em termos comerciais não existe palma prensado a frio a não ser que seja palma bruto que é o dende.
      O que se usa na saboaria é o palma refinado.

  161. Olá Roberto
    Muito obrigada pelo esse site, estou comecando a produzir sabonetes no processo cold e o seu site esta me ajudando bastante no meu processo de aprendizagem.
    Tenho uma dúvida. eu comprei oleo de palma refinado de um fornecedor. nas primeras vezas o oleo chego num estado solido mas agora eu comprei 5 litros e chego em estado liquido. ja falei com eles e me explicaram que as vezas tem alteracoes entre as safras, eles nao conseguem falar se isso pode alterar alguma coisa na producao do sabonete. o que voce acha?

    • Lia,
      De quem vc comprou o óleo de palma, quem é o produtor? Estas perguntas é para responder se tem influência no sabão.
      O óleo de palma tem um ponto de fusão que varia de 35 a 40 °C, portanto se a temperatura ambiente no seu local estiver nesta faixa, o óleo de palma vai estar líquido, caso contrário, sólido (pasta).

        • Lia,
          Só posso dizer que tem “boi na linha”. Como explicar que o óleo de coco que tem ponto de fusão de 23-25 °C está sólido e o óleo de palma que tem ponto fusão de 35 a 40 °C está líquido? No melhor cenário esse seu óleo de palma pode ser a oleína de palma, a fração líquida do palma, muito raro eles terem esse tipo de palma … e o pior cenário, seu óleo de palma estar misturado com óleo barato insaturado.
          Pergunte a eles quem é o produtor, se nacional ou importado. Certeza que não é óleo de palma da Agropalma.
          Minha sugestão, peça devolução.

  162. Bom dia SR. Akira .Assiti alguns videos referentes a produção de soda 32% . Na explicação a pessoa diz que para se produzir esta soda deve-se diluir a soda em escamas em 3063ML de água .E para uma formulação de 5L de Óleo,utilizasse desta solução 2.310ML desta soda diluida que se transformou em soda 32%.Gostaria de saber se esta correto esta quantidade para minha formula de sabão?

  163. Boa tarde Roberto Akira, poderia informar sobre o próximo curso básico, e se o mesmo só é realizado aos sábados, ou você ministra cursos durante a semana também.

    Obrigada
    Silene

  164. Prezado Sr. Akira,
    Muitos aqui já deixaram seus agradecimentos, por sua generosidade sem tamanho. Gostaria de ser mais uma a dizer MUITO OBRIGADA! Ainda nem comecei a produzir meus sabões, mas tenho estudado bastante e feito alguns cursos online, mas nada se compara aos seus ensinamentos.
    Se existem pessoas com alma mais evoluída, iluminada, acho que vc é uma dessas!

  165. Bom dia Rioberto,
    agradeço pelos seus ensinamentos. Achei seu site procurando sobre como fazer a minha própria base glicerinada. Já fiz artesanato com sabão apenas. Fiz técnico em química no CEFET, mas depois de 30 anos em outra área lembro pouco do que aprendi. Hoje a dúvida é como fazer minha base glicerinada para acréscimo de outros componentes, tipo mel, própolis, óleos medicinais? Teria que fazer pelo hot process? Não achei no seu site como fazer o hot process. Posso fazer seu sabonete de glicerina e depois dissolver em banho maria para os acréscimos? Vou fazer na próxima semana pelo CP o de oliva72, mas aqui em Belo Horizonte, os óleos essenciais custam muito caro, 10ml de alecrim custa 27,00. Ainda não resolvi esta questão e também a da compra do óleo de palma. Tem um distribuidor aqui da AGROPALMA, mas parece que só tem o de palmiste. Meu objetivo é fazer sabão para uso próprio, amigos, dar de presente e para receber hóspedes na minha roça onde estou montando dois chalés.
    Obrigada pela atenção
    Ieda

      • Roberto,
        obrigada pela atenção. Vi o processo do sabão liquido.
        Sobre os óleos essenciais, posso fazer a extração do cravo e canela, por exemplo, com o azeite de oliva e extrair o óleo de cítricos com uso de vodka e ter um bom resultado na fabricação de sabão por cold process? Ou seria melhor trabalhar com o HP e usar os extratos? O problema é o custo dos óleos essenciais.

            • Oi Roberto. Fiz meu primeiro sabão HP azeite 72. Deu muito certo. Acrescentei mel. Ficou ótimo, PH 10. Estou bem feliz.. Consegui comprar a gordura de palma na NOVA SAFRA no Ceasa de BH. Vendem para consumidor final. O óleo de palmiste podem ver com os representantes da Agropalma no site da empresa, onde adquirir, mas exigem CNPJ.

                • ok, estou em contato com um fornecedor no Pará, acho que dará certo, bem em conta. Desculpe insistir, mas ainda estou com problema para fazer sabão CP, que são os óleos essenciais. Já fiz várias pesquisas e custam em média 27,00 10ml, considerando o uso de 6%, se for usar 1kg de componentes, gastaria 60 ml, o que resultaria em 162,00 de óleo essencial. Isto inviabiliza o CP no meu caso. Como posso fazer o CP sem gastar tanto? Onde posso obter óleos essenciais mais em conta, ou teria que fazê-los?

  166. Olá Roberto,

    Seu site tem um poderoso recurso e tem me ajudado bastante no processo de fazer meus próprios sabões, muito obrigada!
    Tenho uma dúvida em relação aos óleos vegetais, as propriedades medicinais continuam em “ação” quando fazemos o sabão? Faz sentido usar os óleos nobres ou óleos que tem propriedades especificas como vitaminas, ação de hidratação, emoliencia?

    obrigada!

    • Luiza,
      Essas propriedades se perdem durante a saponificação quando se faz o cold process.
      Para preservar, teria que fazer por hot process e adicionar os óleos nobres no superfatting depois da saponificação

  167. Boa tarde
    Por gentileza, professor Roberto, moro em uma cidade onde temos muita umidade, seria possível utilizar uma estufa, para secagem dos sabões artesanais? Já que na estufa, poderia conseguir um ambiente e temperatura estáveis, para a secagem dos mesmos. E sendo assim, também poderia diminuir o tempo de cura dos sabões sem perder a qualidade?
    Obrigada.

    • Patrícia,
      Estufa não é a melhor alternativa pois com a temperatura a massa do sabão pode amolecer e desestabilizar a estrutura.
      O melhor é um desumidificador ou desidratador. Tem essa pessoa que está vendendo um modelo de desidratador, eu não conheço e nem acho que seca um sabão em três dias, além de se caro. Vc pode tentar fazer um parecido com esse

    • Patrícia,
      Estufa não é a melhor alternativa pois com a temperatura a massa do sabão pode amolecer e desestabilizar a estrutura.
      O melhor é um desumidificador ou desidratador. Tem essa pessoa que está vendendo um modelo de desidratador.

    • Cristiane,
      A composição de ácidos graxos do óleo de algodão é similar ao óleo de soja. Tem tendência a oxidar (rancificar).
      Comporta-se como qualquer óleo poli-insaturado, nenhuma vantagem aparente

  168. Boa tarde Akita, fiz o sabão para cabelo e corpo, mas me esqueci do açucar….vou perder minha receita?
    Já li que vc escreveu que pode ser pigmentado com chás, vinhos, cervejas…posso pigmentar com açai em pó, curcuma, cravo, canela, argila? Qual a porcentagem?
    Muito obrigada, louca para lavar meus cabelos com esse sabão. Obrigada.

  169. Boa tarde, Akira! O teu site é uma delícia e és muito generoso nas informações. Obrigada por este presente. Seria possível me dizeres onde mandas fazer as caixinhas para os sabonetes? Agradeço desde já. Abraços. Thaís

  170. Boa tarde Akira, esperar 20 dias é só para o sabonete secar ou tem que esperar por causa da soda? Tem problemas usar antes desse tempo? Como tira o ph depois de 2 dias, é ue já está sem a soda? a medida fica entre ph 10 quanto pode ser para mais ou para menos? obrigada.

    • Cristiane,
      O sabão feito por cold process estará com a saponificação concluída em 72horas. Apos este tempo vc pode medir o pH.
      O pH do sabão deve estar entre 9 e 10.
      Os 20 dias são necessários para o sabão perder água e secar.

  171. Adorei o site, vocês está de parabéns.

    Fiz meu primeiro sabonete, um verdadeiro fiasco, ficou duro e esfarelando e fui procurar o motivo do meu fracasso e encontrei aqui a explicação, muita soda cáustica….agora vou tentar novamente seguindo as suas instruções…parabéns seu site é maravilhoso.

  172. Boa Noite, Akira, tenho feito varias experiencias na elaboração de sabão caseiro.Minha dúvida são as proporções corretas dos produtos que devo utilizar,principalmente na quantidade de água .

    Minha receita é para 5 Litros de Óleo e 500 ml de detergente Sabão de Cocô

    Qual a quantidade de soda que devo usar ?
    Qual a quantidade de Água ?

    Se houver a possibilidade mande por e-mail, a formula por favor.

    att.
    Mauro Nelson

  173. Boa Noite, Akira,

    Complementado minha dúvida acima :

    A soda que utilizo é a Soda Líquida.
    Óleo precisa ser aquecido ?
    Água precisa ser aquecida ?

    Se houver a possibilidade mande por e-mail, a formula por favor.

    att.
    Mauro Nelson

  174. Sr. Akira,
    Boa Tarde!!
    Obrigado pela sua atenção , consegui ver pelo seus post os cálculos relacionados a quantidade de soda caustica e a quantidade de água na elaboração do sabão caseiro : Para meu exemplo seria assim :

    Para 5 Lts Óleo = 5000 grs x 0,136 = 680 grs de Soda
    Água = 680 grs de soda / 0,32% – 680 = 1445 grs Água
    Detergente Cocô = 500 ml.

    Temperatura ideal para a saponifica ção é entre 40 e 50 graus para o sabão de óleo usado.

    Att,
    Mauro Nelson

  175. Boa tarde Akira, deixei passar do ponto o sabão e ficou muito feio, tem como derreter e refazer a fórmula? Fiz com palma 35%, babaçu 30%,oliva 30%, mamona 5%,água 22% e água 12,4%.
    Na receita do sabonete de neem, posso colocar qual óleo no lugar do de abacate?
    Óleo de Abacate, Óleo de Oliva , Óleo de Mamona , Óleo de Neem , Óleo de Palma
    Óleo de Palmiste.
    Obrigada e tenha um ótimo final de semana.

  176. Gostaria de saber se as receitas para cold process podem ser usadas igualmente para hot process ou se deve ser feita alguma alteração
    E também se ficaria bom um sabão somente com óleo de palma, palmiste e girassol
    Obrigada!

  177. Roberto Akira nesse momento queria só te agradecer pela iniciativa de compartilhar seus conhecimentos de maneira extremamente oganizda, responsavel e principalmente generosa. Com essas atitudes e pessoas que cruzão nossos caminhos, que nos renovam forças e enrgias para acreditar na Humanidade . Salve !!! e Gratidão!!!!

    • é que meu óleo de palma acabou, só tenho palmiste, babaçu, oliva e rícino, poderia se for o caso me psssar por favor uma fórmula com esse óleos?

      • Cristiane,
        Veja lá nos post como formulara sabões mais simples.
        O palma tem função de dar dureza ao sabão, se vc não tem aumente o babaçu ou palmiste e o oliva proporcionalmente

  178. Boa tarde Akira! Parabéns pela página! Suas dicas e receitas são fantásticas.
    Gostaria de tirar um dúvida sobre um sabonete que fiz essa semana pelo Cold process. Ocorreu que, a massa endureceu muito rápido. Assim que coloquei a mistura de óleos essenciais já começou a endurecer. Endureceu tão rápido que foi bem difícil colocar nas formas. Vou listar os ingredientes para saber se pode me dar alguma instrução ou dica sobre a receita e evitar que endureça tão rápido de novo.
    502 g óleo de coco de Babacu
    585 g de óleo de Palma
    502 g de óleo de Oliva
    83 g de óleo de Mamona (ricínio)
    292 g Soda e
    518 água

    Óleos essenciais:
    25g óleo de Laranja doce
    25g óleo de Menta
    30g de óleo de Litzea Cubeba
    10 g de óleo de Ylang Ylang
    5 g de óleo de Cravo
    Muito obrigada
    Abraços
    Melissa

    • Melissa,
      Essa relação de óleos é o que eu uso como formulação padrão.
      Não sei que temperatura de processo vc usou, mas vejo dois problemas que podem ter contribuído para acelerar o trace:
      1- vc usou uma concentração muito alta de soda, está com 36%, o normal para esta formulação seria de max.32%
      2- o óleo essencial de cravo não é recomendado o uso em CP, pois a composição maior do OE é fenol, que reage com a soda com se fosse uma ácido, rapidamente e inclusive neutraliza o cheiro e deixa a cor caramelo.

      Outros fatores podem se somar a estes dois – uso intensivo do mixer, temperatura alta, trace pesado, etc.

      • Olá Akira! muito Obrigada pela resposta e pela atenção!
        Vou diminuir a soda nas próximas vezes e levar em consideração suas observações.
        Mesmo com essa concentração de soda, ainda posso utilizar o sabonete na pele?
        Eu utilizei o óleo de cravo em outras oportunidades por conta de uma receita que tirei de um livro alemão da autora Cláudia Kasper. A nome da obra no Original é: Naturseife – das reine Vergnügen.

        Vou listar a fórmula com as concentração de óleos essenciais que a autora indica apenas p conhecimento, pois foi um dos sabonetes mais cheirosos que fiz:
        20g Geranio, 20g Laranja, 13g Pachouli, 10g Zedernholz (madeira) 5g de cravo.

        Agradeço muito sua informação sobre o óleo essencial de cravo. Infelizmente essa obra não traz nenhum alerta a respeito.
        Seu site é fantástico!! muito obrigada

  179. Akira, depois de ler suas observações e buscar o origem dessa fórmula verifiquei que, de fato, retirei do seu site, mas, na altura, anotei a porcetagem da soda errada!!! Que erro perigoso :(. Assim, ao adaptar aos ingredientes que tinha em casa, acabei por adaptar com erro no cálculo da soda.
    Mais algumas informações do processo: Quanto a temperatura, derreti a Palma como o Babaçu em torno de 43º e juntei os outros óleos que estavam em temperatura ambiente. Em seguida misturei a soda/água também em temperatura ambiente. O traço estava bem leve quando coloquei os óleos essenciais.
    Mais uma vez agradeço.
    Gostaria de registrar minha admiração por seu trabalho, por seu desprendimento em instruir tantas pessoas, por sua atenção em cada resposta. Que você receba sempre muita luz e energia positiva! Abraços

  180. Boa tadre Akira, no processo de saponificação industrial, eles usam uma base de sabonete, depois ralam e acrescentam as essencias e outras coisas. Seria possível, fazer o sabonete sem óleos essenciais e depois ralar, e homogenizar em algum tipo de equipamento? Depois dele seco se fizer ele processo de homogeniza-lo sabe se ele endurece novamente? Obrigada.

    • Cristiane,
      Esse é o processo padrão da industria, usam o noodle e misturam em um misturador de sólidos e depois precisa de uma extrusora para conformar o sabão.
      Difícil reproduzir esse processo de modo artesanal, precisa ter equipamentos apropriados adaptados

  181. Boa noite!

    Humildemente venho deixar uma dica pro pessoal que ta começando e não tem forma para fazer o sabão: Utilize uma caixinha de leite cortada, forrada com papel! O sabão não fica totalmente quadradinho mas é ótimo pra quem não dá bola pra aparência do sabão.

    Atenciosamente, Gabriel Wathier

  182. Bom dia mestre, tudo bem? Sou Alexandre, um admirador do seu trabalho e começando a fazer sabao a 2 anos, minha mulher e eu, queremos fazer seu curso, porem gostaríamos de saber os cursos que voce tem em mente para esse inicio de ano alem do basico.
    Nois já fizemos um cursos de cold, hot e transparente com a Bethy ai em SP semana passada, foi fantastico, ela tambem é maravilhosa e querida !!
    Mas a busca nunca para, eu sou engenheiro e adoraria ter somado ao conteudo um pouco mais de quimica basica da coisa.
    Tem ideia da programação dos cursos para o inicio do ano?
    Muito obrigado desde já !

    • Alexandre,
      O próximo básico será no dia 18/03.
      O avançado,provavelmente no dia 22/04, a ser confirmado.
      Normalmente anuncio os workshops com antecedência de 30 a 40 dias

  183. Bom dia

    Sr. Akira, sou fabricante de sabão a alguns meses mas a formula que uso não me da uma estabilidade no processo.
    Tem horas que o sabão sai bom e tem hora que com a mesma receita o sabão não fica com a liga necessaria para endurecimento e o que fica bom a soda fica exposta.
    Gostaria de saber o que fazer nestes casos.

  184. Boa Tarde

    A formula é a seguinte:

    Oleo 6.5L
    soda Escama 1.2 Kg
    Água 3.2L
    dolomita 2.8Kg

    Estava procurando artigos que falam alguma coisa com relação ao descanso e vi o site que me interessou muito . por isto que estou entrando em contato para ver se tenho alguma luz com relação ao produto.

    • Vanderlei,
      Tem muita soda a mais no seu sabão, quase 50% a mais – cuidado, seu sabão é perigoso!. Veja como se calcula corretamente a quantidade de soda.
      Faltou o processo e os parâmetros

  185. Boa tarde!
    Estive fazendo uma pesquisa para a confecção de velas em cera de abelha e acabei conhecendo este site.
    Queria fazer-lhe algumas perguntas.
    Necessito fazer um círio pascal para a missa de Páscoa deste ano. Tenho cêra de abelha (4kg) que ganhei de um apicultor. Minhas dúvidas:

    a. Gostaria de “clarear” a cera, deixá-la menos escura. Como faço?
    b. É possível misturar cera de abelha e parafina? Se sim, qual a proporção? devo escolher que tipo de parafina?
    c. Quanto ao pavio, O círio é grande, tem 85cm de altura e 14cm de diametro (aproximadamente) qual devo usar? o que me indica?

    Grato desde já

    Vitor Dias

  186. Boa tarde Sr. Roberto, estou encantada com o seu site, com a riqueza de detalhes.
    gostaria muito de fazer seus cursos mas moro em sta Catarina, é um pouco difícil eu ir para São Paulo. O Sr. não tem interesse de vir para Santa Catarina?

    grata.

  187. Sr. Roberto, sobre o sabonete liquido Vegetal que o senhor disponibilizou num tutorial, posso substituir aqueles Oleos, por uma combinação de Azeite de Oliva + Oleo de ricino e Oleo de girassol, sendo que utilizarei o cozimento em banho-maria, caso positivo quais quantidades em gramas para cada tipo de oleo? E se posso dobrar as quantidades para dobrar a receita? Fico grato se me responder esse Email.
    Vi em uma postagem sua, sobre a dificuldade em adquirir a Potassa, eu a encontrei atraves do Mercado Livre, um fornecedor do Espirito Santo ( LARDEQUIMICA, FONES; 027-3222-4733 e 3222-4909).

    Humberto Gomes
    Feira de Santana – Bahia

    • Humberto,
      Pode tentar fazer esse sabão sim, mas como não tem ácido graxo laurico, não vai fazer muita espuma. A composição quantitativa, vc escolhe e teste.
      As fórmulas, como elas são apresentadas, as quantidades são todas proporcionais e portanto basta calcular proporcionalmente (regra de três) para a quantidade desejada.

  188. Sr. Roberto, a mensagem anterior, na verdade é a cópia de um email que lhe enviei, portanto o conteúdo e o questionamento são os mesmos. Obrigado e Parabéns por este trabalho que o sr.disponibiliza para aqueles que querem aprender um pouco sobre esta arte.
    Abraços,
    Humberto

  189. Boa tarde Sr. Roberto

    gostaria de substituir o óleo de coco por óleo de licuri. vc tem alguma experiência com esse óleo? como sera qui vai influenciar o sabonete? esse óleo não aparece nas calculadores de sabonetes.

    • Lia,
      O licuri é um óleo láurico semelhante ao outros láurico – coco, babaçu e palmiste.
      O índice de saponificação é 208 mg KOH/g de óleo = 148 mg NaOH/g de óleo

  190. Sr. Roberto,
    Boa Noite !!

    Sabendo-se que eu uso : 500 Gramas de Soda Líquida a 50%.
    3,677 Gramas de óleo.
    500 ml Detergente Coco.
    Qual a quantidade de Água que devo usar para essa formula ?

  191. Sr. Roberto,
    Boa Noite !!

    Sabendo-se que eu uso : 500 Gramas de Soda Líquida a 50%.
    3,677 Gramas de óleo.
    500 ml Detergente Coco.
    Qual a quantidade de Água que devo usar para essa formula ?

    • Helenice,
      Qual óleo? Suponho que seja óleo usado.
      A quantidade de soda correta é: 3677g óleo x 0,135 = 496g de soda, se está usando soda a 50% = 496 x 2 = 992g e não 500g
      Para a quantidade de água deixe a concentração de soda em 34%: 496/0,34 = 1459g de água + soda, portanto a quantidade de água = 1459 – 496 = 963g
      Como já tem 496g de água da solução a 50%, então: 963 – 496 = 467g de água que precisa adicionar

      • Sr. Roberto,
        Boa Tarde!!!

        A pergunta acima foi a mesma do Mauro, ele achou que o envio da pergunta não havia sido processado e na dúvida eu acabei reenviando com endereço do meu e-mail. Quero agradecer em meu nome e no dele o carinho a paciência em tirar nossas dúvidas, estamos muito satisfeito com suas orientações,abs.

  192. Boa noite. Tenho interesse em participar do curso de saboaria artesanal avançado que acontecerá agora em abril mas não fiz o curso básico. Dá para acompanhar o avançado sem ter feito o básico?

    • Analice,
      Não existe um pre-requisito de ter o básico para fazer o avançado.
      O que precisa é ter tido um contato com a saboaria artesanal, muitas pessoas fazem o avançado sem ter feito o básico.

  193. Olá, Roberto!
    Ultimamente tenho sentido uma necessidade imensa de criar algo, e me vi de uma hora para outra apaixonada pela ideia de fazer sabonetes artesanais. É algo que estou estudando com cuidado, e já li muito sobre o assunto, principalmente aqui, inclusive sobre abertura de empresa e possível necessidade de registro dos produtos. Até aí já foi um baque kkkkkkk, mas a vontade ainda persiste. Entretanto me deparei com um entrave inicial, bem peculiar ao meu Estado: a distância e consequentemente o valor do envio da encomenda que costuma ser feito através dos correios. Pois bem, fiz uma simulação do que seria minha primeira compra, e o valor cobrado para entrega, em todos os sites, variou de 100% a 400% do valor da compra (Animadérrima). Então, meu querido mestre, gostaria de uma dica de lojas mais próximas possível daqui de Roraima, e quem sabe reduzir mais o custo com a entrega. Com um pouco mais de recursos, eu poderia mesmo era pensar em vende-las kkkkk,o que não tem a mesma essência da paixão. Por fim, só tenho a te agradecer por ser uma pessoa tão desprendida e tão disposta a contribuir com o próximo. Muito obrigada e que Deus o abençoe!

    • Ildeany,
      Puxa, você estando em Roraima a oneração do frete é realmente impactante.
      O que vc poderia fazer é procurar em locais mais próximos como Manuaus ou Belém.
      A Agropalma que produz o óleo de palma e palmiste, os óleos fundamentais para fazer sabão, está em Belém. Faça contato com eles para saber onde possa comprar em Belém, tenho certeza que tem um revendedor na cidade. A região norte é muito rica em óleos da amazônia que podem perfeita,ente serem usados para fazer sabão. Tendo o palma e o palmiste ou mesmo babaçu e escolhendo um óleo da amazônia, vc já tem a base para fazer um ótimo sabão

      • Bom dia!
        Eu pensei nisso também. Aqui mesmo vou buscar me informar se alguém, em especial das comunidades e interiores trabalham com a extração de óleos. Muito obrigada pela dica! Vou entrar em contatos com eles imediatamente. Você é muito atencioso. Obrigada por tudo. Abraço!!

  194. Por gentileza, tenho um sonho de montar uma mini fábrica de sabonete líquido de coco, moro em Salvador Ba, tenho uma vasto plantio de coco. Infelizmente tenho uma doença degenerativa e não posso volta ao mercado do trabalho. Por isto tenho vontade de montar minha pequeno fabrico de sabonete, pois assim, posso trabalha em casa. Na internet descobrir seu site, através dos vídeos por Sr. Marcos Kim. Uma luz no fundo do meu túnel. Preciso de sua orientação. É possível fabricamos Sabonete de coco para banho? Caso sim, por favor, me informe, qual os equipamentos necessários e produtos. Só Deus pode lhe pagar a caridade. Um grande abraço, no aguardo do retorno.

  195. Prezado Roberto,

    Parabeniza-lo pelo seu trabalho e a sua ajuda incondicional.
    Moro numa Comunidade na Chapada Diamantina. Estamos a começar com as experiencias dos sabões naturais.
    Ontem vimos o resultado da primeira prova e o sabonete não ficou com uma textura regular e firme, algumas partes estão rugosas e quando cortamos o sabão se desfez por alguns lados. Saberia me indicar quais podem ser os motivos?
    A fórmula usada é a seguinte (a tiramos da calculadora Mendrulandia):
    74gr girassol comúm
    287gr dende usado
    48gr soda
    107gr agua sem destilar (do rio)
    5% SE
    31% concentracão

    Desde já muito grata, Ana

    • Ana,
      A composição de óleos do seu sabão é de 80 de palma e 20 de girassol que é uma composição não muito usual, alta quantidade de palma que dá muita dureza e girassol que é um óleo poli-insaturado. A indústria usa 80/20 – palma ou sebo/coco ou babaçu ou palmiste. O coco ou babaçu ou palmiste é para melhorar a limpeza e fazer mais espuma.

      Se vc usou dende quem sabe seja um dende de alta acidez o que reage muito rapidamente com a soda e pode ocasionar essas partes rugosas que vc se referiu. Isso mais a quantidade alta pode deixar o sabão quebradiço.

      Tente repetir mexendo bem para evitar essas partes rugosas. Também pode aumentar o girassol para 30% e o palma ficaria com 70%, o que diminui a dureza e deixa o sabão menos quebradiço

      PS. Ana, de onde vc é? Pode responder no e-mail

  196. Prezado Roberto, adorei suas técnicas, que faria 100% se tivesse a disponibilidade de todos os materiais, porem pela minha localização (interior do Ceara), me vejo obrigado a fazer mudanças e consultar varias técnicas.
    Vou lhe incomodar no possível para pedir sua ajuda. Deu certo fazer o sabonete glicerinado (ou barra glicerinada, como estou começando estou em duvida, mas o objetivo é desmanchar para colocar em moldes), ficou super transparente, com tom em âmbar, ficou a coisa mais linda, nem acreditei que ficou desse jeito kkkk. Mas, espuma que é bom, nem um pouco, usei na formula 10g de lauril, nada, depois mudei para 35g de lauril (que é a formula que vou colar aqui em baixo) e nada, ai cansei de jogar fora materiais, desmanchei 90g dessa barra em 300ml de água fervendo, coloquei logo 50g de lauril e nada, fica a Mao hidratada, quando retiro com água não fica gordurento, alguma coisa esta fazendo com que não deixe fazer espuma.
    Como você tem muita experiência, espero que consiga me dar uma ajuda ai.
    1-
    200g sebo bovino purificado
    65g óleo de girassol (novo)
    8g óleo de mamona
    8g óleo de coco
    após esquentar coloco 125g de álcool etanol (posto de gasolina)
    2-
    coloco 57g de soda liquida 50% e misturo bem ate solidificar e liquidificar
    3-
    48g glicerina bidestilada
    7g amida
    35g lauril
    4-
    Esquento e quando desmanchar coloco mistura de
    96g açúcar
    40ml água

    Espero ansioso sua ajuda, ficou excelente contextura, sólido, transparente, mas precisa espumar alguma coisa kkkk
    Meu nome é Pablo!

    • Pablo,
      Eu não faço esse tipo de produto onde tem esses componentes tipo lauril, amida e álcool combustível.
      Eu faço é a saboaria artesanal por meio de saponificação de óleos vegetais, um produto sem mistura de componentes petroquímicos.
      Sinto muito não poder te ajudar.

  197. Olá Sr.Roberto Akira,to pesquisando sobre este mercado de saboaria artesanal,na verdade namorando há um tempo entrar neste ramo,tenho pesquisado sobre cursos,vi alguns cursos online,você também oferece estes cursos a distancia,moro em uma área rural de minha cidade,moramos em um sitio com muitos animais e plantações e viagens para nós hj esta um pouco complicado,por não termos ninguém ainda capacitado para ficar no local,então gostaria desta informação por favor,e se vc tem já uma data para um curso básico de saboaria

  198. Boa tarde Roberto.
    Sou iniciante na fantástica fabricação artesanal de sabonetes, fiz um curso recente com a Beth Bacchini em Curitiba e fiquei encantada; e foi através dela que descobri o seu excelente trabalho.
    * Gostaria de saber se você tem noticias da regularização do artesão de saboaria?
    * Se a pessoa que fez o seu equipamento faz para outras pessoas, e se pode dar o telefone dele, seus equipamentos são maravilhosos.
    Desde já agradeço
    Um abraço
    Cláudia Corpa

    • Claudia,
      O projeto de lei está na Camara, vai demorar para ser apreciada, não tem prazo.
      Eu mesmo projetei e fiz todos os meu equipamentos, os fiz para o meu uso.
      Vc pode fazer o download de alguns projetos e mandar um marceneiro fazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>