Preparando ativos de plantas e ervas medicinais – Extratos

P1040059

Produzimos os nossos próprios extratos de plantas e ervas medicinais que usamos nos sabões e fitocosméticos.

Fazemos isso porque queremos ter controle sobre a qualidade das matéria primas que usamos nos nossos produtos e para estar harmonizados com o conceito de produto natural e artesanal que advogamos e praticamos.

Os extratos industrializados contém produtos sintéticos derivados de petroquímicos, tais como o solvente propilenoglicol e o antioxidante BHT – ButilHidroxiToluene, e por este motivo e também por nem sempre a fonte ser confiável, não usamos esses insumos em nossos produtos.

Usamos um processo eficaz de extração que confere aos extratos produzidos qualidade e confiabilidade.

P1040063

 

P1040066

 

P1040071

 

P1040072

 

38 ideias sobre “Preparando ativos de plantas e ervas medicinais – Extratos

    • Elaine,
      Eu não sei fazer extrato glicólico, pois usa propilenoglicol e esse solvente eu não uso.
      O aloe vera é feito da planta fresca, e esse tipo também nunca fiz, mas para ambos os casos tem muito material a disposição na net, faça uma pesquisa.

      • Que extrato é este que o sr. produz?
        São extratos naturais?
        Qual é a diferença do glicólico?
        Perdoe-me, são tantas perguntas.
        Estou encantada com o seu trabalho.
        Abraço fraterno!

        • Elaine,
          Eu faço extrato oleoso com azeite de oliva extra virgem e extrato alcoólico (tintura) com álcool de cereais e glicol do milho.
          São extrato 100% naturais, não tem nenhum componente sintético ou derivado do petróleo, como costuma ter nos extratos comerciais
          O extrato glicólico do comercio contém, invariavelmente, o solvente propilenogliol, um derivado sintetizado do petróleo, e conservantes sintéticos.

  1. Boas Sr. Roberto Akira

    Estou a iniciar a aventura de fazer os meus próprio sabonetes,
    mas surgiu uma duvida em relação ao estrato de plantas e os óleos essenciais…
    não sei qual devo utilizar em meus sabonetes e qual é diferencia?

    Desde já um muito Obrigado.

    • Sofia,
      Se for fazer sabonetes pelo processo frio (cold process) os extratos e macerações de ervas e plantas perdem os princípios ativos pois são destruídos pela soda caustica. O melhor é fazer o processo a quente onde estes ativos entram após a saponificação estar concluída.
      Não existe uma regra geral de uso de ervas e plantas, vc vai usar de acordo com o que vc quer obter de efeito, o mesmo vale para os óleos essenciais, tem que pesquisar e estudar.

  2. Sr Akira, bom dia!
    É possivel usar extrato oleoso no Cold Process? Se faz necessario? Para que serve? Me é adicionado qualquer vantagem para o meu sabonete, ou somente
    um gosto pessoal? Obrigada
    E um grande abraço cordial
    para o Sr.
    Nivia

  3. Uma outra pergunta é, quando utilizo extratos oleosos no hot process, como eles entram no cálculo? Qual seria uma porcentagem adequada para estes extratos oleosos? E, aqueles 5% de execesso contam somente para os oléos saponificados?

  4. Olá Akira,

    Quero primeiramente parabenizá-lo pelo excelente trabalho e sua disponibilização de seus conhecimentos para nosso aprendizado.
    Como você faz o extrato oleoso?
    Posso fazer com frutas e outras especiarias?

  5. Ola, estou encantada com seu trabalho e site, uma pena que não temos cursos e trabalhos desta magnitude aqui em porto alegre. pois estou tentando buscar aqui fornecedores que produzam de forma sustentavel e organica as matareias primas para o sabao e assim eu possa estimular a economia local. No caso voces comercializam estes extratos? Caso souber de fornecedores aqui no sul de materias primas para o sabonete me avise, ficarei super feliz !! Parabens pelo trabalho !

  6. Senhor Akira, obrigado por ler estas palavras, gostaria de fazer curso de tintura se possível, gostaria de aprender a técnica de extração das tinturas visando fazer um projeto social resgatando da passado ervas de tinham nos quintais e as avos faziam para curar seus netos e outras pessoas da vizinhança, preciso aprender para repassar para varias comunidades do nosso brasil que não tem condições de comprar um remédio , a ideia e trabalhar com as igrejas distribuindo essas tinturas para pessoas que não tem condições de comprar por isso preciso da sua ajuda .
    Grato Jorge santos.

  7. Olá Sr. Arika, parabéns pela página e pela nobreza de compartilhar seus conhecimentos com o público. Faço sabonetes pelo processe quente porque gosto de utilizar os extratos naturais em minhas formulações, mas gostaria de fabricar minha própria base glicerinada. Posso fazer uma barra utilizando o cold process e depois derretê-las para adicionar os extratos? Se sim, quais seriam os óleos ideais para essa “receita base”.?
    Desculpe pela quantidade de perguntas e obridada desde já.

    • Rafaela,
      Não é possível fazer base glicerinada a partir do cold process. Precisa buscar uma fórmula específica de base glicerinada, como não faço, eu não tenho isso.

  8. Quero produzir meus cosmericos em casa , gostsria de saber como fazer o extrato de de plantas ?
    Eu uso alguns oleos vegetais pros meus cremes e uso logo apos o preparo pra nao precisar usar conservantes,mas isso gera desperdício. Poderia me ajudar?

  9. Sr. Akira, boa noite
    Gratidão pelo site…me encanto. Na verdade fico maluca com suas receitas. Tenho muita dificuldade em obter os materiais. Li muita coisa e tenho algumas dúvidas.
    No processo de saponificação a quente, os óleos essenciais devem ser colocados quando terminar o cozimento ou os 6% deve ser colocado na porcentagem dos óleos?
    Exemplo..72% de oliva, 28% de coco. (100%), com a dição do óleos essenciais seria 66% de oliva, 28% de coco e 6% de óleo essencial de laranja( óleo hipotético e receita hipotética)??
    Outra dúvida…os extratos glicólicos podem ser adicionados no processo a quente de sabão sólido?? Se puder, posso colocá-los no inicio junto com os óleos e a soda sem que percam a propriedade ?? Ou posso colocá-los no final??
    A ultima..eu posso substituir a água que irá dissolver a soda pela babosa ou pela polpa da palma sem que elas percam as propriedades ou posso acrescentar a polpa da palma ou da babosa no final??
    Meu muito obrigada de coração!!

    • Maria Lucia,
      No hot process sempre colocar os aditivos, óleos essenciais e extratos de ervas e plantas, ao final da saponificação. Isso garante a potencialidade dos aditivos

  10. Sr. Akira
    Somente mais dúvida.. extrato oleoso como os seus ali em cima podem entrar na composição do processo a quente como óleo??
    Exemplo..60% oliva, 20% coco e 20% de extrato oleoso de camomila(receita fictícia)
    Se não puderem, quando eles entram em suas receitas?? São óleos essenciais??
    Gratidãoo

  11. Olá Akira! Vi uma receita de extrato Glicólico que só vai glicerina bi destilada e álcool de cereais, e gostaria de saber se essa composição não acelera o “trace”?
    Obrigada por sempre nos ajudar!

  12. Olá sr. Roberto!
    Poderia me passar a receita para produzir um litro de extrato oleoso e alcoólico (tintura) de calêndula e aloe vera?
    Aguardo resposta

    Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>