8 Habilidades de sobrevivência que seus bisavós conheciam, que muito de nós esquecemos

homestead-bw-cbhistoryDOTwordpressDOTcom

Essa é uma matéria publicada no site da Idealist Revolution, em 31/03/2015:http://www.idealistrevolution.org/8-survival-skills-your-great-grandparents-knew-that-most-of-us-have-forgotten/

Pode ser polêmico quando se refere a sobrivivência advinda de uma catastrofe natural de grandes proporções ou uma guerra nuclear, mas quem sabe tudo seja possível.

Deixo claro que não estou fazendo apologia à estas situações e tampouco sou partidário de revoluções no aspecto de crescimento humano, advogo a evolução.
O que me motivou a traduzir este material e compartilhar, foi o aspecto de vida saudável, sustentabilidade e respeito à natureza, muito alinhado com o que fazemos hoje na Darluck natural cosmetic com os produtos naturais.

———————–

A nossa sociedade moderna é altamente dependente do “sistema”. Não só dependem de serviços de utilidade pública, para nos fornecer eletricidade, água e gás natural, mas também em uma cadeia de suprimentos incrivelmente complexa que nos fornece de tudo, desde alimentos a computadores. Sem essa cadeia de suprimentos, a maioria de nós não saberia o que fazer.

Esta situação está realmente se tornando pior, em vez de melhorar. Quando comparo a minha geração (tenho meus 50 anos) com a dos meus filhos, eu vejo algumas diferenças marcantes. Na minha geração era normal para um menino crescer aprendendo com seu pai, a fazer uma ampla variedade de habilidades comerciais e, aparentemente, todos sabiam como fazer carpintaria básica e trabalho mecânico. Mas isso já não é normal.

Se extrapolarmos de volta, podemos ver que a geração do meu pai sabia ainda mais – e minha geração de avós ainda mais. Essas gerações mais velhas foram muito mais intimamente ligada às raízes de uma sociedade agrícola, onde as pessoas eram auto-suficientes. Existem várias habilidades que eles tinham que a sociedade moderna já não considera necessária.

Mas se tivéssemos um colapso na sociedade, aquelas habilidades que nunca se preocupou em saber, se tornaria essencial. Aqueles que não conhecem essas habilidades teria que aprender ou morrer tentando.

Aqui estão 8 habilidades que nossos avós sabiam e que a maioria de nós há muito esqueceu:

1. Jardinagem para a Alimentação
Durante a Segunda Guerra Mundial, houve uma campanha para que as pessoas plantassem “Victory Gardens” em suas casas. Estas hortas foram necessárias para aliviar a escassez de alimentos, porque muito dos produtos da nação estava sendo enviado para o exterior para manter nossas tropas e as dos nossos aliados em luta. Com menos homens disponíveis para trabalhar nas fazendas, havia menos produto disponível.

Este costume de ter uma horta em seu quintal sobreviveu por muitos anos após a guerra ter acabado, mas gradualmente morreu. Hoje, quando muitas pessoas pensam em jardinagem, eles estão pensando em um jardim de flores. Enquanto aqueles são agradáveis ​​ao olhar, não dá muito para comer.

O iniciar e o crescimento de uma horta pode ser mais difícil do que a maioria das pessoas pensa. Quando eu comecei me levou três anos para conseguir mais do que apenas ervas e um punhado de produtos de fora. Fiquei feliz pois não dependia da horta para a minha sobrevivência.

2. Criação de Animais
Embora a revolução industrial ocorreu há mais de 100 anos, muitas pessoas continuaram a ter, ao menos, uma pequena quantidade de sua própria criação de animais em casa. Isso levou as cidades a limitar a quantidade de animais que as pessoas pudessem manter nos limites das cidades.

Ter cães e gatos é muito diferente do que a criação de galinhas e vacas para o seu leite e queijo. Uma grande capacidade exigida para criar estes animais é reconhecer suas necessidades e ser capaz de diagnosticar suas doenças. Os homens do campo não dependem do veterinário para a maioria das doenças, eles cuidam eles próprios.

3. Preservação de Alimentos
É raro encontrar pessoas que preservam seus próprios alimentos, mas na geração de nossos avós, era comum. Enlatar alimentos, o processo de fazer conservas de tomates, por exemplo, e armazená-los em um frasco para uso posterior, sem que eles se estraguem.  Hoje é raro encontrar pessoas que conhecem esses métodos de conservação de alimentos, muito menos ter o equipamento necessário. Se voltarmos muito tempo atrás à vida americana, praticamente todas as casas de classe média tinham conhecimentos sobre várias plantas e vegetais, e como secá-los para as estações frias que se avizinhavam.

4. Trabalho com o Ferro
Você pode pensar que ferraria vai fazer nos voltar ao Velho Oeste, mas na realidade é uma habilidade que ficou por muito mais tempo do que isso. Meu pai era um ferreiro, em seus últimos anos, apesar de a maior parte do trabalho que ele fez foi ornamental ….

Lembro-me de ter viajado ao México 20 anos atrás e ter quebrado uma mola da suspensão do meu carro. Um ferreiro local me fez uma nova mola, temperado e moldado exatamente igual para o meu veículo. Ferreiros pode fazer ou reparar qualquer coisa de metal. No entanto, poucos sabem hoje esta habilidade valiosa.

Talvez nós não precisamos de ferreiros hoje, mas se um EMP (NT, electromagnetic pulse – guerra nuclear) atingir o país e ficarmos sem energia elétrica, as habilidades de um ferreiro permitiria que as pessoas tivessem suas ferramentas reparadas e novas pudessem ser construidas. Uma vez que as fábricas presumivelmente seriam fechadas, esta capacidade seria essencial para reconstruir a América.

5. Carpintaria Básica
Todos deveriam saber como fazer reparos básicos para sua casa. Sem a capacidade de reparar os danos de um desastre natural, pode não ser possível usar a casa como um abrigo de sobrevivência. Conhecimentos de carpintaria também permitem fazer móveis e outros itens para ajudar a sobreviver. Isso pode incluir o uso ou a construção de uma serra para cortar madeira.

6. Mecânica Básica de Reparação
Dependendo do tipo de desastre que atingir, o carro da família pode acabar sendo um grande peso de papel. Mas há muitos cenários de sobrevivência em que seria útil ser capaz de consertar seu carro, mantê-lo funcionando para uso geral. Enquanto existir gasolina, o carro pode ser útil.

A capacidade de diagnosticar e reparar um motor é útil não só para manter um carro na estrada, mas também para consertar cortadores de grama, moto-serras e outras ferramentas.

7. Fitoterapia
As raízes da medicina foram a fitoterapia, a medicina das ervas. Enquanto os médicos já existem há milênios, mas somente em tempos recentes que os médicos tem uma ampla gama de produtos farmacêuticos para trabalhar. Antes disso, os médicos faziam os seus próprios medicamentos.

Muitas mulheres também aprenderam a usar o que a natureza fornecia para a medicina. Não era incomum, algumas gerações atrás, as mães cuidarem das necessidades médicas de sua família, usando receitas que ela tinha aprendido com sua mãe. Hoje, esse tipo de medicamento é chamado de “receitas da vovó”  mas ele funciona muito bem, como sempre fez.

8. Cavaleiro
Pode não parecer muito uma habilidade de sobrevivência, mas no Velho Oeste, roubar o cavalo de um homem era uma ofensa de enforcamento. Isso porque naquele tempo uma pessoa andar sem cavalos estaria condenado, nao sobreviveria. Apesar de que cavalgar seja feito hoje somente por esporte , se o automóvel se tornar não utilizável, as pessoas vão estar à procura de cavalos mais uma vez.

Montar um cavalo é realmente mais complicado do que os filmes mostram. Domar um cavalo é uma habilidade que poucos sabem. Da mesma forma, existem poucos hoje, fora dos circuitos de rodeios, que sabem como conduzir e levar cavalos. Mas no passado da América, os nossos antepassados ​​conduziam 40 cavalos ou mulas.

3 ideias sobre “8 Habilidades de sobrevivência que seus bisavós conheciam, que muito de nós esquecemos

  1. Duras verdades tudo o que voce escreveu. Dificel mesmo hoje para a maioria da humanidade querer colocar a mao na massa e aprender oficios que podem ser usados para o proprio beneficio. para tudo que queremos hoje temos que pagar para alguem fazer, ou poque realmente nao sabemos fazer, ou por falta de tempo, ou por puro comodismo. T riste isso nao e mesmo? procuro sempre incentivar minhas filhas a aprenderem a fazer tudo o que elas gostam ou querem para si, procuro tambem dar exemplo disso, afinal de contas sempre digo para elas: _ aprender nao ocupa espaço, e o que aprendemos, ninguem pode nos roubar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>